sexta-feira, 19 de julho de 2024

Escola de Juazeiro do Norte recebeu equipe de voluntários do Senac em uma ação social voltada para a família

A escola E.E.F.T.I Dona Odorina Castelo Branco Sampaio recebeu nesta sexta-feira (18), uma equipe de estudantes dos cursos oferecidos pelo Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial). Que, coordenados pela sua instrutora, promoveram diversos serviços gratuitos destinados às famílias dos estudantes com o objetivo de promover maior proximidade e fortalecer a parceria em prol da educação das crianças. Os atendimentos foram realizados de forma gratuita, tanto na área de beleza, como cortes de cabelo, esmaltação de unhas, maquiagem e design de sobrancelhas. Quanto à área da saúde, como a aferição de pressão. 

Essas ações do Senac tem como objetivo, tanto agregar valor para a comunidade, promovendo inclusão e bem estar quanto estimular a prática dos alunos, para que eles consigam uma vivência real do exercício profissional. Maria da Silva (30), instrutora responsável por coordenar o evento, afirmou que a iniciativa foi realizada junto a coordenação da escola, que solicitou o serviço. “Para mim, essas ações não são novidade, trabalho com o Senac a mais de 17 anos, todos os anos, nós prestamos esses serviços, e é sempre muito gratificante”. Destacou.

O colégio Odorina, é um dos poucos colégios de ensino público fundamental que funciona em período integral no Juazeiro do Norte. “O nosso intuito é trazer a família para a escola, para que a gente tenha o fortalecimento de vínculo com as famílias, onde a escola possa estar repassando informações e dialogando sobre a formação integral do aluno, para que haja essa parceria de sucesso com a família” Declarou a diretora da escola, Maria Dasdores Gonçalo.

Ela disse ainda, a semana foi marcada por diversas atividades voltadas para as turmas do  9° ano que se preparam para realizar a prova do SPAECE (Sistema permanente de avaliação da educação básica), que tem como objetivo fornecer informações para o planejamento, replanejamento e monitoramento das políticas educacionais, e possibilitar aos docentes, funcionários escolares e gestores um panorama da situação da educação básica da rede pública de ensino. Segundo Maria Dasdores, as atividades psicossociais foram desenvolvidas com os meninos e meninas, juntamente com a psicopedagoga escolar Marilânia Leite. Para ela, esses momentos são importantes para construir um planejamento para o futuro dos alunos, além de garantir que eles tenham momentos de interação e conversas para relaxar e desacelerar.

Outros Posts