domingo, 26 de maio de 2024

Yanny Brena foi sepultada neste sábado (4). Caso é tratado como feminicídio

O velório de Yanny Brena começou na noite da sexta-feira (3), e reuniu vários políticos e familiares. Às 10h deste sábado (5),  foi celabrada uma missa, e em seguida o sepultamento no Parque Anjo da Guarda com chuvas de pétalas de rosa de um helicóptero. Rickson Pinto também foi sepultado na manhã deste sábado (4), na cidade de Aurora.

O momento foi de comoção e dor para todos os presentes, visto que Yanny Brena era mulher, jovem, médica, cheia de sonhos, e tinha um futuro promissor e brilhante pela frente. O ocorrido aconteceu nos dias que antecedem o dia 8 de março, o dia da mulher, causando revolta a todas as mulheres, pois esse óbito, é apenas mais um número para as estatísticas de feminicídio no Brasil, mas é menos uma mulher para contar a história, é mais uma vida interrompida, para dar espaço mais uma vez a violência e a agressão.

Entenda o caso

Na manhã desta sexta-feira (3), foram encontrados em uma residência no bairro da Lagoa Seca, em Juazeiro do Norte, o corpo da médica e presidenta da Câmara Municipal de Juazeiro, Yanny Brena e do seu namorado Rickson Pinto. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que “a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) investiga as circunstâncias de duas mortes registradas na manhã desta sexta-feira (3), em Juazeiro do Norte – Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19) do Estado. A principal linha de investigação é que o caso trata-se de um feminicídio seguido de suicídio. De acordo com os levantamentos policiais, os corpos de um casal, com idades de 26 e 27 anos, foram localizados em um imóvel no bairro Lagoa Seca. O homem possuía antecedentes por posse ilegal de arma de fogo.”

Equipes da Polícia Civil, da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) foram acionadas e realizaram os primeiros levantamentos no local. O caso está a cargo da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Juazeiro do Norte, unidade que realiza diligências e oitivas para elucidar os fatos. O Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte dá apoio às investigações. Somente após laudo da Pefoce será possível confirmar a causa das mortes. Mais informações serão repassadas em momento oportuno para não comprometer os trabalhos policiais em andamento.

 

*Por Clarice França, com supervisão de Pedro Paulo Vieira

Outros Posts