segunda-feira, 27 de maio de 2024

Transparência Internacional aponta Alece como uma das mais transparentes do País

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (Alece) foi uma das quatro do País com bom índice geral de transparência, segundo levantamento da Transparência Internacional Brasil divulgado na quarta-feira (25) sobre o Poder Legislativo de todos os estados. Além do Ceará, apenas Espírito Santo, Goiás e Minas Gerais obtiveram a mesma avaliação.

“Esse resultado mostra o compromisso que temos com a máquina pública e com a transparência. Nosso objetivo é fazer para e com a população. Ou seja, escutando sempre as demandas do povo. E ao termos responsabilidade com gastos, temos mais possibilidades de realizações”, destaca o presidente da Alece, deputado Evandro Leitão, diretamente da Assembleia Itinerante em Icapuí, Litoral Leste do Ceará.

Evandro destacou diversas iniciativas que a Casa tem tomado nesse sentido, como o projeto Assembleia Mais Transparente – plataforma virtual lançada em dezembro de 2021 –, o novo Portal da Casa, com destaque para a transparência, além do reforço na atuação da Ouvidoria e da modernização da Gestão Patrimonial. “O nosso Portal da Transparência, também aprimorado na nossa gestão, é uma ferramenta importante para a Casa e para a sociedade. Esses aperfeiçoamentos estão em constante evolução para que possamos, cada vez mais, aprofundar a transparência da Assembleia Legislativa e levá-la para mais perto da população cearense”, afirmou o presidente.

A Alece tem realizado auditorias, como a Auditoria do Sistema de Gestão da Qualidade ISO 9001 da Consultoria Técnica Legislativa e o Programa de Educação Continuada em Governança – 2022, que atendeu quase mil servidores em 2022. Essas ações foram levadas em consideração na avaliação, pois a Transparência Internacional Brasil usou 62 indicadores que mediram mecanismos e práticas de transparência, de prevenção e combate à corrupção e de incentivo à participação popular.

Confira o ranking:

Bom (4)
Distrito Federal (Câmara Legislativa)
Espírito Santo
Minas Gerais
Ceará

Regular (12)
Goiás
Mato Grosso
Rio Grande do Sul
Paraná
São Paulo
Bahia
Pernambuco
Rondônia
Santa Catarina
Maranhão
Pará
Roraima

Ruim (8)
Rio Grande do Norte
Mato Grosso do Sul
Paraíba
Alagoas
Sergipe
Amazonas
Tocantins
Rio de Janeiro

Péssimo (3)
Piauí
Amapá
Acre

Fonte: Transparência Internacional Brasil

Outros Posts