segunda-feira, 22 de abril de 2024

Terceira edição do “Concertos para a Chapada” marca início da programação de aniversário de 7 anos da Vila da Música

A  Vila da Música Monsenhor Ágio Augusto Moreira, equipamento da Rede Pública de Equipamentos Culturais (Rece), da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult Ceará), gerido pelo Instituto Dragão do Mar (IDM), completa 7 anos de existência no próximo mês de março. Para dar início à programação de aniversário, a Vila da Música realiza, no dia 3 de março, às 9h, a 3ª edição do “Concertos para a Chapada”. O evento é gratuito, aberto ao público, e será realizado em frente à Vila da Música, com apresentações dos grupos Camerata de Violões Ágio Moreira, Duo Revoada, Veredas Sonoras, e participação especial dos Irmãos Aniceto, além da realização da Feira de Arte e Cultura do Belmonte.

“Esse projeto nasce primeiro dessa relação com a missão principal da Vila da Música, que é a formação em música instrumental, e também da relevância dos grupos artísticos da Vila ocuparem o palco como protagonistas dessa cena instrumental, além de receber outros grupos convidados que também compõem essa cena. O ‘Concertos para a Chapada’, nesta terceira edição, lança a programação de aniversário de 7 anos da Vila da Música, que será comemorado durante todo o mês de março, com muitas ações voltadas para a formação e também para a fruição. É um momento muito importante para nós que fazemos a Vila e para todo o Cariri”, ressalta a gestora executiva da Vila da Música, Lucinha Rodrigues.

Sobre as atrações

A Camerata de Violões Ágio Moreira, grupo artístico da Vila da Música, é pioneira na sua região pela arte de popularizar o instrumento em suas sutilezas, ao passo em que desenvolve uma singularidade interpretativa na execução solos, duos, trios, quartetos e organização orquestral para violões. Com um repertório dinâmico entre o popular e o erudito, dispõe de músicas folclóricas internacionais, música regional caririense, música armorial e música erudita contemporânea. Atualmente, o grupo desenvolve uma pesquisa junto às músicas de tradição popular, como bandas cabaçais, reisados e música armorial.

O Duo Revoada – Viola Armorial, atração da Paraíba composta por Francisco Andrade e Erik Pronk, vai ao palco do “Concertos para a Chapada” levar a música da viola nordestina, onde cada um dos músicos fará apresentações individuais, tocando um repertório de música armorial, composições e arranjos de Francisco Andrade e recriações para live looping de Erik Pronk, que além da viola de dez cordas, também tocará a viola de cocho. Ao final, os músicos unirão as suas violas para apresentar o trabalho que têm realizado no Núcleo de Viola Nordestina da UFPB, com recriação de temas armoriais compostos por Antônio Madureira.

O grupo Veredas Sonoras – Música Instrumental por Elas é uma proposta musical que surge a partir do encontro entre as musicistas Alda Maria, Tâmara Lacerda, Anna Jullya e Dinorah Miranda. O quarteto de música instrumental apresenta show que busca contemplar as grandezas e possibilidades do improviso, explorando arranjos na música, com repertório nordestino e brasileiro.

Irmãos Aniceto fazem participação especial

A tradicional Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, grupo criado em 1815 no Crato (CE), fará uma participação especial no encerramento das apresentações junto com a Camerata de Violões Ágio Moreira, que em seu repertório conta com músicas tocadas por este grupo da cultura popular.

Sobre a Vila da Música Monsenhor Ágio Augusto Moreira

A Vila da Música é o primeiro equipamento da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult Ceará) instalado no interior e gerido em parceria com o Instituto Dragão do Mar (IDM). É fruto da parceria da Secult Ceará com a tradicional escola de música Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel), fundada pelo Padre Ágio Augusto Moreira na década de 1970.

Outros Posts