terça-feira, 16 de julho de 2024

Show musical e exposição integram a programação da titulação de Dr. Honoris Causa a Gilberto Gil no Centro Cultural do Cariri

A obra de Gilberto Gil é vasta e diversa no tempo e espaço, na geografia do Tempo Rei. Honrando sua presença vital para a cidadania cultural brasileira, na próxima quarta-feira, 10 de julho, o Centro Cultural do Cariri Sérvulo Esmeraldo – equipamento da Secretaria da Cultura do Ceará, gerido em parceria com o Instituto Mirante de Cultura e Arte, recebe o cantor e ex-ministro da Cultura para a titulação de Doutor Honoris Causa, pela Universidade Regional do Cariri (URCA). A programação tem início às 18h, no Terreiro das Artes.

A outorga se dá em reconhecimento por seu singular incentivo em prol das artes, das ciências, da filosofia, das letras e do melhor entendimento entre os povos e sua relevante contribuição para o desenvolvimento da região do Cariri e do país. A solenidade é aberta ao público, gratuita e está sujeita à lotação do espaço. Não haverá apresentação musical do homenageado.

Abrindo as portas para a festa, os grupos de tradição: Reisado de Congo do Mestre Aldenir, Reisado de Caretas do Mestre Antonio Luiz, Coco dos Souza da Mestra Maria Tiê e a Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto aquecem nosso terreiro para a solenidade, a partir das 17h30.

Em seguida, a sessão solene terá início às 18h, com a presença do Conselho Universitário, do Magnífico Reitor e da Vice-reitora da URCA e do governador do Ceará, Elmano de Freitas. Na cerimônia, haverá a participação da Camerata de Violões, da Vila da Música Mons. Ágio Augusto Moreira, do Coral da Escola Estadual de Ensino Profissionalizante Governador Virgílio Távora, da Orquestra de Acordeões Sanfonas do Nordeste, do músico Ranier Oliveira e da instrumentista Sidália Maria.

Após a solenidade, a partir das 20h30, Bem Gil e a Banda Fogo Eterno com Moreno Veloso, Mãeana, Guigga e Luíza Britto realizam um show em homenagem a Gilberto Gil, com músicas do compositor. O grupo é conhecido por suas contribuições na união da música popular brasileira com os estilos contemporâneos e toda versatilidade e criatividade na indústria musical.

Exposição Debaixo do Barro do Chão

O Cariri sempre esteve presente na vida e na obra de Gilberto Gil, em especial na sua relação com o cancioneiro de Luiz Gonzaga, filho de Exu, terra pernambucana que faz fronteira com o Crato, cidade onde está localizado o Centro Cultural do Cariri. Nesse cenário, será aberta a exposição Debaixo do Barro do Chão com obras que se conectam com a musicalidade de Gil. A mostra estará disponível para visitação do público a partir do dia 11 de julho.

Com obras de Corrinha Mão na Massa, da cidade de Missão Velha, da Mestra Fanca e das Irmãs Cândido, de Juazeiro do Norte e do Mestre Jaime, da Barbalha, a instalação apresentará peças construídas a partir da música De onde vem o baião e outras que se relacionam com a vida e obra do homenageado, e da materialidade imantada da terra. Além das obras, a exposição será composta por registros fotográficos e depoimentos em vídeo.

As “Marias” Cândido Monteiro traz nas peças a identidade do estilo herdado pela mãe, a Mestra Maria de Lourdes Candido. A argila é preparada pela família, incluindo os homens, que preparam o material e se responsabilizam pelo forno, onde as peças são cozidas. Trabalhando a partir de temas retirados do cotidiano, narram histórias pessoais e coletivas, celebrações religiosas e festas tradicionais modeladas no barro.

Mestra Fanca conta a história do Cariri através de seus bordados em tecido, intitulados de “panôs”. Com imagens e textos de sua criação, tece a identidade cultural e salvaguarda em sua arte a memória oral da cultura da região, e de fatos históricos do país. Já Mestre Jaime, mantém viva a cultura da fabricação de ladrilhos hidráulicos, há mais de 60 anos, quando herdou de seu ex-gestor a fábrica onde mora até hoje com seus onze filhos e esposa. Atualmente, o trabalho é conduzido pelo seu filho Cícero José e seu neto, João Paulo.

Estátuas, potes, peças decorativas de barro compõem a arte da mestra ceramista Maria do Socorro Nascimento, a Corrinha Mão na Massa, conhecida por sua inventividade e habilidade com as mãos que a tornaram empreendedora e uma referência de empoderamento feminino

Debaixo do barro do chão tem curadoria de Fabiano Piúba e apresenta a cultura como meio de se chegar e atravessar, como a origem que vem da terra e compõe melodia com a trajetória de Gilberto Gil, exemplo que nos apresenta a cultura como horizonte para a transformação, assim como um bem comum, como a natureza que está inerente em nós.

Sobre o Centro Cultural do Cariri

Inaugurado no dia 1º de abril de 2022, o Centro Cultural do Cariri é um espaço para a discussão e promoção da arte, ciência e tecnologia, aliadas à tradição cultural e à contemporaneidade, estando aberto aos processos de experimentação e intercâmbio.

Instalado na cidade de Crato, Ceará, é conceituado como um Centro Cultural Parque e sua infraestrutura atende, especialmente, à Região do Cariri Cearense, composta por 29 municípios. Com mais de 50 mil metros quadrados de área, conta com espaços expositivos, residências artísticas, rádio escola, salas de formação, palco para espetáculos e projeções de cinema e ateliê de artes e ofícios.

A área externa concentra os espaços esportivos e de lazer, na perspectiva de esporte de participação e educacional, através de areninha, pistas de skate e quadras de areias, além da expressiva área verde e do equipamento voltado especificamente para o público infantil, a brinquedopraça. Em processo de estruturação, estão o teatro escola, as salas de aula e ensaio, a biblioteca, o café, o restaurante escola e o planetário. Toda programação é gratuita.

Serviço

Titulação Dr. Honoris Causa Gilberto Passos Gil Moreira

Local: Terreiro das Artes, piso 0 – Centro Cultural do Cariri

Apresentação Grupos de Tradição
Horário: 17h30

Solenidade

Horário: 18h

Show Bem Gil e Banda Fogo Eterno

Horário: 20h30

Outros Posts