terça-feira, 18 de junho de 2024

Renata Silveira é a primeira mulher a narrar jogo da Copa do Mundo na Globo

A partir do jogo dessa terça-feira (21), Renata Silveira será a primeira mulher a narrar um jogo da Copa do Mundo em uma TV aberta.  A carioca de 31 anos é formada em Educação Física e conta com pós-graduação em Jornalismo Esportivo. Segundo ela, narrar jogos não era um sonho, nunca se imaginou sendo narradora por nunca ver outras fazendo isso. “Você acha que não pode, que é algo só para homens. Participar deste momento não tem preço.”

Nós estamos escrevendo uma história, e isso é muito legal. O futuro é o que me motiva, porque é difícil para caramba. Nós recebemos muitas críticas. Mas quando você olha para frente e consegue enxergar que as coisas estão acontecendo, isso vai dando um gás para continuarmos. Qualquer menina que ligar a TV nesta Copa vai se identificar. ‘Nossa, tem uma mulher que narra. Eu posso fazer isso também’, declarou Renata.

A primeira vez que Renata apareceu na TV foi em 2018, pelo canal fechado Fox Esports, narrando os jogos da Copa da Rússia. Um fato marcante foi a narração dos jogos da Eurocopa transmitida pela SporTV, no ano passado: Christian Eriksen, meia dinamarquês, teve uma parada cardíaca e caiu desacordado. A equipe de transmissão, no exato momento, era comandada por Renata. O posicionamento da narradora foi elogiado na ocasião.

A caminhada até a TV aberta não foi fácil, relatou Renata. Ainda há comentários sexistas e preconceituosos sendo feitos sobre a sua atuação, mas a expectativa para essa Copa é diferente:

Esperança. Vamos viver a Copa da superação, da emoção e da empatia. Acredito muito que aquele sentimento familiar que tanto nos unia a cada quatro anos em frente à TV deva voltar ainda mais latente, após tantos anos adormecido.

 

Outros Posts