terça-feira, 16 de abril de 2024

Programa de Residência Médica no HRC completa 10 anos com mais de 100 profissionais formados na unidade

Há 10 anos, o Hospital Regional do Cariri (HRC), unidade da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), abraçou o Programa de Residência Médica. Desde sua implantação, 111 residentes se formaram no HRC, o que contribui para a especialização e qualificação de novos profissionais na região ao longo desse período.

Após concluir a faculdade de Medicina, fazer uma residência médica é o passo seguinte para os profissionais que desejam se especializar em alguma, das tantas áreas do campo das ciências médicas. Para Arthur Milfont, residente do primeiro ano (R1) no HRC, não foi diferente. Antes de concluir a Faculdade, em 2022, ele já tinha uma meta a alcançar.

“O Regional [do Cariri] é um serviço que eu já conhecia. Ainda durante a graduação, tive a oportunidade de vivenciar a dinâmica da unidade como interno. Então, já tinha ciência da qualidade da estrutura que o HRC poderia proporcionar durante a residência, tanto de infraestrutura quanto de profissionais bem capacitados”, comentou Arthur.

Natural da cidade do Crato, sul do Ceará, Arthur teve como inspiração seus dois irmãos, também médicos, para seguir a carreira na área. Além da influência familiar, o profissional destaca o papel dos preceptores durante a formação. “O apoio do preceptor é fundamental durante a residência. Além de um suporte técnico teórico muito importante, com análises e discussões de casos clínicos. Nossos preceptores sempre estão dispostos a transmitir suas experiências e conhecimentos”, concluiu.

Sob o olhar dos preceptores

A residência médica é o caminho para se tornar especialista em uma área específica da medicina. Médicos residentes realizam atividades típicas da área escolhida, sempre sob a supervisão de um especialista, o preceptor. “Uma das missões dos preceptores é ficar sempre perto dos residentes, orientando e guiando o passo a passo dos procedimentos hospitalares, como uma cirurgia, por exemplo”, comenta o médico e preceptor em cirurgia geral do HRC, Jairo Frutuoso.

Um dos primeiros preceptores da unidade, Jairo acompanha constantemente os residentes no centro cirúrgico. A cada procedimento realizado, o cirurgião diz se sentir orgulhoso com os profissionais que estão sendo formados na unidade. De acordo com o profissional, o programa foi de suma importante para o desenvolvimento da área de saúde na região do Cariri.

“Temos uma estrutura muito boa no Cariri. O Programa de Residentes, como a própria instalação do HRC, em Juazeiro, foi benéfica não só para nossa região, mas para todo o estado do Ceará. Atualmente, além de uma estrutura de qualidade, temos profissionais locais formados aqui, capacitados para realizarem cirurgias de alta complexidade, por exemplo. A maioria delas, sem a necessidade de transferência para a capital, algo muito comum no passado”, ressaltou Jairo.

De Residente a Preceptora

Um caminho trilhado por muitos residentes é o retorno às suas unidades de formação, após a conclusão da especialização. No HRC, isso tem se tornado comum. É o caso da cirurgiã vascular Caroliny Venâncio. Após finalizar a Faculdade de Medicina em Recife, em 2016, a então recém-formada decidiu retornar ao Ceará. Natural de Várzea Alegre, escolheu o Hospital Regional do Cariri para Residência em Cirurgia Geral em 2017.

“Apesar de morar perto, ainda não conhecia Juazeiro do Norte e o HRC. Porém, me surpreendi positivamente com a estrutura. Foi uma experiência bem proveitosa, onde consegui desenvolver minhas habilidades, tanto técnicas e científicas, quanto de relacionamento interpessoal”, disse.

Com a conclusão da Residência em 2019, a cirurgiã retornou ao HRC em 2021, já como preceptora da Cirurgia Vascular. De acordo com a profissional, o Programa foi de suma importância durante a formação. “Hoje percebo como foi importante ter um bom preceptor, tanto no internato quanto na Residência. São essas experiências que nos guiam para o futuro. Então, esse cuidado humanizado, aliado à técnica e à educação continuada são essenciais para nos tornarmos bons profissionais e preceptores. É isso que buscamos repassar para os nossos residentes”, finalizou.

Residência no HRC

O HRC recebe profissionais selecionados pela Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE) em quatro especialidades médicas: Radiologia, Clínica Médica, Cirurgia Geral, Medicina Intensiva e Medicina de Emergência. Na Residência Multiprofissional, a oferta é em Neurologia e Neurocirurgia.

A Coordenadora do Centro de Estudos, Anna Philomena de Alencar Brito, destaca a iniciativa da Sesa, por meio da ESP/CE, de capilarizar as especializações no Interior. “Enxergamos a interiorização das residências como uma possibilidade de garantir à sociedade assistência especializada de qualidade. Anteriormente, os médicos só conseguiam se especializar se fossem para as capitais. Durante esses 10 anos, conseguimos formar uma quantidade excelente de profissionais, fomentando, principalmente, a capacitação e especialização dos profissionais da nossa região”, afirmou.

Outros Posts