quinta-feira, 18 de julho de 2024

Pefoce realiza coleta de DNA em presos das unidades prisionais da Região do Cariri

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), por meio do Núcleo de Perícias em DNA Forense (NUPDF), realizou, nesta semana, nas unidades prisionais dos municípios de Juazeiro do Norte e Crato, a coleta de DNA de presos condenados por crime doloso praticado com violência grave contra a pessoa, crime contra a vida, crime contra a liberdade sexual ou por crime sexual contra vulnerável.

As capturas fazem parte de uma ação nos presídios do interior do Estado em cumprimento da Lei n°12.654 da legislação de execução penal. No último mês de outubro, foram efetuadas coletas nas unidades prisionais do município de Sobral e da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A Pefoce, por meio do trabalho do NUPDF, destaca o uso de perfis genéticos como uma forma de combater e elucidar crimes como estupros, homicídios, latrocínios, entre outros.

O trabalho consiste na captação do material genético dos internos e inserção do DNA deles no banco de perfis genéticos nacional que é compartilhado por todos os estados da federação e Distrito Federal, bem como as impressões digitais e o registro fotográfico dos presos, auxiliando na elucidação de crimes, os quais o autor tenha praticado em unidades federativas diferentes no país. Na região do Cariri foram realizadas mais de 500 coletas em condenados nas unidades prisionais. Sendo duas unidades prisionais masculinas em Juazeiro do Norte, e uma unidade feminina, em Crato.

Outros Posts