quinta-feira, 18 de julho de 2024

MPF vai investigar jogo Simulador de Escravidão disponibilizado em loja virtual do Google

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou, nesta quarta-feira (24), procedimento para apurar a disponibilização pela Play Store, loja virtual da empresa Google, do aplicativo Simulador de Escravidão.

Trata-se de um jogo em que o usuário faz o papel de proprietário de escravos e pode escolher entre a possibilidade de fazer lucro e impedir fugas e rebeliões ou a de lutar pela liberdade e chegar à abolição.

De acordo com o procurador da República Enrico Rodrigues de Freitas, vários usuários já baixaram o aplicativo. Também foi detectada grande quantidade de comentários racistas. Diante disso, foi expedido ofício para que a empresa Google preste informações específicas sobre o jogo.

O procedimento preparatório foi instaurado no âmbito da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão no Rio Grande do Sul (PRDC/RS) e será encaminhada cópia do expediente para apuração criminal para que possam ser tomadas as medidas cabíveis quanto à questão relacionada à evidência de fatos delituosos cometidos.

Fonte: Ascom MPF

Outros Posts