segunda-feira, 27 de maio de 2024

Mês da Mulher: Rede de Equipamentos Culturais da Governo do Ceará realiza programação especial

O mês de março chegou, e com ele, uma programação especial na Rede Pública de Espaços e Equipamentos Culturais do Estado do Ceará (Rece), para celebrar o Mês da Mulher. O protagonismo, a potência, a luta, a resistência das mulheres estão em pauta em uma série de atividades em equipamentos do Governo do Ceará, administrados pela Secretaria da Cultura do Ceará (Secult Ceará), como o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, o Theatro José de Alencar, o Cineteatro São Luiz, a Estação das Artes, o Museu Ferroviário, a Escola de Gastronomia Social, a Biblioteca Pública Estadual do Ceará, o Centro Cultural Porto Dragão, o Centro Cultural Bom Jardim, a Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho, a Casa de Saberes Cego Aderaldo, a Vila da Música e a Casa de Saberes Cego Aderaldo. São espetáculos, shows, rodas de conversa, performances, entre outras atividades, em sua maioria com entrada franca.

Confira toda a programação detalhada dos equipamentos no app Cultura.CE: http://agenda.cultura.ce.gov.br.

Pelo Cariri e Interior

A Vila da Música, no Crato, celebra o mês das Mulheres com várias apresentações. Destaque para o espetáculo de dança “Touro”, de Valéria Pinheiro, que celebra a força da mulher nordestina, nos dias 8, 15 e 17. O mês coincide com o aniversário de 6 anos da Vila da Música. Para tanto, será realizada uma programação especial no dia 10 de março, a partir das 17h, com a Feira de Arte e Cultura, Forró Pé de Serra, com o Trio Forró Luz, e show de Elisa Moura às 19h. Entrada franca.

A Casa de Antônio Conselheiro, em Quixeramobim, já começou as atividades do mês na última quinta-feira (2), com a Roda de Conversa “Feminismos e lutas por direitos: repercussões nas políticas públicas para as mulheres no Brasil”, com participação da deputada estadual Larissa Gaspar; da secretária da Cultura do Ceará, Luisa Cela; e da presidenta do Instituto Dragão do Mar, Rachel Gadelha. Nesse sábado (4), às 19h30, foi realizada a Roda de Conversa “Ana Montenegro: uma quixeramobinense nas lutas pela liberdade”, com a pesquisadora e doutoranda em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Fernanda Flôres; e do professor e pesquisador Carlos Cesar Sabino . A mediação foi de Pedro Victor Pimentel, diretor cultural da ONG Iphanaq.

O equipamento em Quixeramobim também realiza, no dia 8, às 19h, a Roda de Conversa “Mulheres e Literatura”, com a professora e escritora Nataly Oliveira; a escritora e gestora cultural, Kinaya Black, e a professora e poeta, Goreth Pimentel. A mediação é de Mayara Albuquerque, educadora, pesquisadora feminista e realizadora do projeto Severinas Mulheres do Sertão. Às 21h, é a vez do show “Mylla Canta Mulheres, com Edmylla Torres. No dia 12, às 17h, ocorre o Clube Mulher e Literatura – Edição Especial 08 de Março. Nele, será estudado o livro “Mulheres e Poder”, de Mary Beard, com organização do grupo Severinas Mulheres do Sertão. Todas essas ações compõem a programação do evento Conselheiro Vivo 2023, que será realizado entre os dias 2 e 13 de março.

A Casa de Saberes Cego Aderaldo, em Quixadá, realiza, por sua vez, dois dias de programação voltada ao Mês das Mulheres. Tem início no dia 8, às 14h, com a programação na Casa da Mulher Cearense, ação que recebe a vice-governadora do Ceará, Jade Romero, além de Manu Granjeiro, Companhia Rastro, com a Exposição das bordadeiras da Casa de Saberes. Das 14h às 21h, no mesmo dia, no próprio equipamento, haverá a Roda “Aquilombar-se: Insurgências Negras a Partir da Cultura Popular”. A música também entra na programação com apresentação de Joyce Custódio homenageando mulheres.

No dia 9, a Casa de Saberes Cego Aderaldo dá início à programação às 8h, com a Oficina sobre “Amor próprio”, com as alunas Lorena Rayna e Maria Glória. Às 14h, acontece a oficina de artesanato “Confecção de Bijuterias para Iniciantes”. Às 18h30, o Sarau + Cines Beija-Flor e Dalet, na Universidade Estadual do Ceará (Uece), Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central.

Centro Dragão do Mar

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura tem como destaque o Sarau Cordel de Mulher, com Julie Oliveira e Paola Tôrres, que ocorre nos dias 8, 15, 22 e 29, sempre às 19h30, na Arena Dragão do Mar, com acesso gratuito.

O protagonismo feminino está em espetáculos selecionados pela Temporada de Arte Cearense (TAC), ação da Rede Pública de Espaços e Equipamentos Culturais do Estado do Ceará (Rece), da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult Ceará), em parceria com o Instituto Dragão do Mar (IDM). São eles: Maria Bonita Comedy, nos dias Dias 5, 12, 19 e 26; Mapas de Voo, de Caroline Holanda, nos dias 3, 10, 17 e 24; e a performance “Procissão para os Corpos que não Morreram”, de Maria Macêdo, no dia 11.

Theatro José de Alencar

O dia 8 de março começa com muita luz no TJA, pois às 15h, o equipamento da Secult Ceará recebe a mestra da Cultura Maria de Tiê, com seu grupo Coco dos Souza. A apresentação é gratuita e será realizada no pátio nobre. Às 19h, no Teatro Morro do Ouro (Anexo CENA), ocorre a peça “A Dolorosa História de um Fracasso”, espetáculo do Coletivo Teatro em Película, também com entrada franca.

No mesmo dia, às 20h, no palco principal, será a vez do show “Mulheres do Blues”, em uma parceria com o Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza. As cantoras Marília Lima, Jael Lia e Shirley Cordeiro, a guitarrista Débora Marc, a contrabaixista Mirele Alencar, e a baterista Dani Azevedo formam o grupo que apresentará seu espetáculo pela primeira vez, em Fortaleza, atendendo a muitos pedidos e reunindo um time de craques da cena blues cearense, celebrando o blues de várias vertentes, dos clássicos à contemporaneidade, incluindo espaço para a produção autoral e o olhar para o presente e o futuro. Para este espetáculo, os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). As vendas antecipadas estão sendo feitas pelo site Sympla e na bilheteria física do TJA, a partir das 14h.

A programação continua pelo mês. No dia 10, às 16h, no Teatro Morro do Ouro, anexo do TJA, acontece o lançamento do livro “Mulheres Indígenas do Ceará: No Coletivo Somos Únicas”. Nos dias 24 e 26, é a vez do teatro: “Duetos – A Comédia de Peter Quilter”, com direção de Ernesto Piccolo e estrelada por Patricya Travassos e Marcelo Faria. A peça retrata, de forma cômica, os encontros e desencontros da vida amorosa contemporânea. Ingressos pelo site do Sympla e bilheteria física do TJA, a partir das 14h.

Cineteatro São Luiz

O Cineteatro São Luiz recebe uma mostra especial de cinema durante o mês, começando no dia 7. A Sessão Polytheama traz as mulheres pioneiras do cinema, com filmes de Mabel Normand, Alice Buy-Blaché, Zora Neale Hurston, Alla Nazimova e Lois Weber. Já no dia 8, às 12h30, na faixa de programação Curta São Luiz, será realizado o espetáculo “Mulheres no Circo – O Circo de Uma Mulher Só”, com Mayara Maria.

Outros destaques no começo do mês são o espetáculo E.L.A, de Jéssica Teixeira (dia 4), o show “Coração Vagabundo – Zezé canta Caetano”, no dia 5; e o grande espetáculo musical “A Cor Púrpura”, no dia 16. Baseado no livro de Alice Walker, ganhador do Prêmio Pulitzer, e no filme de Steven Spielberg, a montagem conta a história de uma mulher negra no sul dos Estados Unidos no início do século XX.

Estação das Artes e Museu Ferroviário

A Estação das Artes abre uma programação de shows, espetáculos e ações a partir do dia 8. Estão programados, show de Luh Lívia, Mona Gadelha, do grupo Batuque de Mulher e do Coletivo de Mulheres X’Roll – Las Fridas. Entre os espetáculos, estão “Final da Tarde”, com Teatro de Caretas; “O Circo de Uma Mulher Só”; “Vento Mareia – Descendo a Ladeira do Ninho” e “Histórias que Habitam em Mim”.

No dia 9, às 18h30, o Museu Ferroviário realiza uma visita mediada especial às exposições “Ferrovia em Miniatura: Memórias das Oficinas do Urubu” e “Memórias da Estação”, por um grupo de 10 mães moradoras do Moura Brasil, integrantes do coletivo Raízes da Periferia; e de alunas do curso EJA (Educação de Jovens e Adultos) do Sesc Ceará.

Bece

A Biblioteca Pública Estadual do Ceará (Bece) traz uma extensa programação, com destaque para o Encontro Internacional de Mulheres Cordelistas, que tem início no dia 21, com abertura ao público do Acervo de Mulheres Cordelistas da biblioteca, com obra exposta em xilogravura feminina da xilógrafa Lucélia Borges.

Atividades de formação também entram na programação. Nos dias 11 e 18, ocorre a Oficina Livre “Escrevivências Negras: Pensamento e Poesia de Escritoras Africanas e em Diáspora”, com Nina Rizzi. Nos dias 28, 29 e 30 é a vez da Oficina Livre “Criação de Personagens”, com Vanessa Passos. Mais informações podem ser conseguids no Instagram da Bece: @bece_bibliotecaestadualdoceara.

Porto Dragão

O Centro Cultural Porto Dragão realiza, no dia 9 de março, às 19h, o projeto Women of Reggae, uma apresentação com as talentosas e diversas Priscilla Delgado, Betty Silvério, Thais Araujo, Roberta Kaya, Carú Lina e Nayra Costa. O projeto tem como intuito reunir deejays, seletoras de vinil e cantoras da cidade de Fortaleza em um encontro que possibilita, exclusivamente, às mulheres, discotecagem e também cantarem. É o empoderamento feminino através das mensagens da música jamaicana. A apresentação conta com o estilo sound system, ou seja, além da seleção das djs, as cantoras e musicistas participam de forma efetiva, seja com suas rimas no freestyle, suas versões de clássicos da música reggae ou de músicas autorais. A atividade acontece na praça em frente ao Porto Dragão. A ação é uma parceria com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. A entrada é franca.

Escola de Gastronomia

No dia 8 de março, às 9h, no terraço da escola, acontece uma programação especial, que tem inícío com a atividade “Protagonismo feminino na gastronomia”, uma roda de conversa facilitada com a professora Dra. Elba Soares. A fala trará reflexões interativas sobre o protagonismo das mulheres no ambiente de trabalho e os desafios impostos pela condição feminina, especialmente na gastronomia.

Às 10h, será realizada “As histórias de quem planta e cozinha”, que consiste em relatos de experiências com mulheres que fazem comida e alimentam a alma: Dália Ribeiro, ex-aluna da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, e Luciana Batista, produtora agroecológica da comunidade Pitaguar, participam.

Escola de Artes e Ofícios

A Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho realiza a “Ciranda Mulheres na Escola”, no dia 9 de março, às 15h. Na programação, um encontro de bordadeiras com a professora e bordadeira Iara Reis e também uma Oficina de Gravura para mulheres no Ateliê Livre da Gravura da Escola. A atividade é gratuita e aberta a todas as interessadas na arte da gravura e do bordado.

 

Outros Posts