segunda-feira, 17 de junho de 2024

Mais Nutrição ultrapassa a marca de três milhões de quilos de alimentos distribuídos no Ceará

Programa modelo de captação, processamento e doação de alimentos saudáveis para pessoas em situação de extrema vulnerabilidade social, o Mais Nutrição acaba de ultrapassar a marca de três milhões de quilos de alimentos distribuídos no Ceará. O programa é uma iniciativa do Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Proteção Social (SPS), Secretaria do Desenvolvimento Agrário, Ceasa e Instituto Agropolos.

São frutas e hortaliças transformadas em sopas e polpa de frutas, que chegam à mesa de quase 30 mil pessoas, a partir do trabalho de 134 entidades comunitárias e cozinhas sociais, reduzindo a fome de famílias nos municípios de Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha. A partir dos alimentos excedentes, os itens são processados e distribuídos diariamente às entidades beneficiadas.

A Casa Sol Nascente, que acolhe crianças de zero a 12 anos filhas de pessoas em situação de rua, no bairro Castelão, é uma das 134 entidades beneficiadas pelo Programa. “São as frutas, verduras e legumes do Mais Nutrição que garantem o café da manhã, almoço e jantar dessas crianças. São essas doações que auxiliam na nutrição e saúde deles”, agradece a coordenadora de acolhimento da entidade, Lívia Lemos.

“O combate à fome e a garantia de alimentação saudável às pessoas em situação de vulnerabilidade social é prioridade do Governo do Estado. Por meio do Mais Nutrição, estamos viabilizando comida saudável, rica em nutrientes e vitaminas, na mesa de milhares de crianças, jovens, adultos e idosos, de comunidades com baixos índices de desenvolvimento econômico e social. Esse é um programa modelo para todo o País, e que segue avançando no Ceará”, destaca a titular da SPS, Onélia Santana.

Ana Maria Lúcia Camilo, representante da Associação Madre Paulina, reforça a importância do programa para as 20 crianças em situação de vulnerabilidade social que a entidade assiste no bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza. “O Mais Nutrição salvou a vida de nossas crianças na pandemia, e continua nos ajudando muito. Por dia, são consumidos 3,5 quilos de leite em pó, alimento fundamental para o crescimento e desenvolvimento infantil. É um programa muito importante para nós e para todas as instituições sociais e comunitárias”, ressaltou, agradecida.

A operacionalização do Mais Nutrição ocorre em dois bancos de alimentos (in Natura), uma fábrica de mix de legumes e duas fábricas de polpas de frutas. “As frutas e legumes são selecionados criteriosamente, higienizados, processados e distribuídos às entidades comunitárias e cozinhas sociais conveniadas com o Estado”, explica a coordenadora de Segurança Alimentar e Nutricional da SPS, Regina Praciano.

Regina destaca que as entidades, selecionadas por edital, passaram, após a inserção do programa, a serem inseridas em outras políticas de segurança alimentar, como o Vale Gás Social. A cada entrega do benefício, cada entidade recebe dois tíquetes que equivalem a duas recargas de botijão de gás.

Outros Posts