terça-feira, 05 de março de 2024

Juazeiro do Norte: Órgãos públicos articulam ações para o combate à violência contra a mulher

Em reunião promovida na Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho de Juazeiro – SEDEST, nesta quinta-feira, 6, foram firmadas ações de combate à violência contra a mulher no município. A reunião teve a participação de representantes de órgãos públicos como o Centro de Referência da Mulher-CRM, Casa da Mulher Cearense, Guarda Civil Municipal e OAB. O momento também contou com a presença do vereador Victor Lacerda, autor do PL N°179/2022 que, posteriormente, virou a Lei Municipal 5.432/2023. A lei determina que restaurantes, bares, casas noturnas e organizadores de festas são obrigados a adotar medidas de auxílio a mulheres em situação de risco e vulnerabilidade, nas dependências desses estabelecimentos.

A articulação consolidou a realização de etapas para serem desempenhadas, em breve, visando a conscientização dos cidadãos sobre o tema. Dentre as ações discutidas, a Campanha do Agosto Lilás, trabalhando medidas de auxílio às mulheres que se sintam em situação de risco em estabelecimentos comerciais, conforme preconiza a Lei, como também capacitação sobre a devida aplicação da legislação e o fluxo de protocolos junto ao CRM.

A assessora e psicóloga da Casa da Mulher Cearense, Macedônia Félix, afirma que a reunião foi produtiva e resolutiva. “Está havendo um alinhamento muito importante entre Legislativo, Executivo e Estado, buscando o melhor para as mulheres de Juazeiro. Isso significa mais segurança, mais oportunidade e uma vida sem violência. Estamos entusiasmadas em fazer parte dessa construção com pessoas tão comprometidas. Desejamos que a lei venha trazer mais segurança e proteção para nós, mulheres juazerenses”, declarou.

A secretária da SEDEST, Josy Lima, também agradeceu a prontidão dos envolvidos em promover a aplicabilidade da lei, e afirmou que a Secretaria não medirá esforços para fazer uma extensa campanha de conscientização.

Outros Posts