quarta-feira, 22 de maio de 2024

Juazeiro do Norte inaugura Centro Cultural Daniel Walker

A inauguração do Centro Cultural Daniel Walker, na antiga Estação Ferroviária de Juazeiro do Norte, ocorrerá nesta quarta-feira, dia 8, a partir das 16h30. O projeto de revitalização é uma parceria entre a Prefeitura e o Centro Universitário Unileão. A proposta é que a restauração do ambiente valorize o equipamento cultural e ofereça espaço para artistas, xilógrafos, músicos e representantes de outras áreas culturais da região.

O prédio é constituído por 3 blocos. O 1º bloco sediará um saguão central com memorial institucional, onde haverá exposição fixa com achados e outros elementos da estação encontrados durante as obras. Também funcionará uma exposição com totens, contando a história da estação e da estrada de ferro no Ceará. No 2º bloco, haverá um espaço para exposições temporárias, e no 3º bloco, ficará sediado o restaurante/cafeteria.

Conhecida popularmente como R.F.F.S.A (Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima), foi inaugurada em 7 de novembro de 1926, em uma solenidade que contou com a presença de políticos, jornalistas e personalidades de todo o estado. O momento histórico incluiu o deslocamento de um trem especial, que partiu de Joaseiro [grafia antiga] com destino ao Crato, onde também foram inauguradas as estações do Buriti (atual Muriti) e do Crato.

O historiador Roberto Júnior, coordenador de Documentação e Memória da Secretaria de Cultura de Juazeiro, falou como a estação ferroviária encerrou suas atividades em 12 de dezembro de 1988, sem aviso prévio. Nesta data, passou o último trem de passageiros pela estação.

A sua edificação, para a época da década de 20, era considerada o limite da zona urbana da cidade. Ela possibilitou a expansão do perímetro urbano e parte do comércio e indústria local, aliviando o centro comercial e residencial, além de evitar complicações nas operações ferroviárias naquela localidade.

A estação ferroviária de Juazeiro do Norte sofreu intervenções em sua plataforma e arredores devido à instalação do V.L.T (Veículo Leve Sobre Trilhos) em 2008. O imóvel encontrava-se fechado, embora existisse o projeto de ser restaurado. Essa revitalização teve início em outubro de 2023. O processo contemplou o restauro das portas principais em cedro, a substituição do piso industrial por ladrilho hidráulico e a manutenção do reboco original, com a aplicação de tintas de base mineral, coerentes com a metodologia construtiva do prédio.

Outros Posts