segunda-feira, 15 de julho de 2024

Juazeiro do Norte e Casa da Mulher Cearense articulam fluxo de atendimento à mulher

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho – SEDEST e a Casa da Mulher Cearense organizaram uma reunião com o objetivo de tratar do fluxo de atendimento à mulher em situação de violência doméstica e de gênero. O momento aconteceu na quarta-feira (28). Pela SEDEST, estiveram representantes do Centro de Referência da Mulher – CRM e do Centro Pop, além dos setores da Proteção Social Básica e Proteção Social Especial.

A diretora da Proteção Social Especial, Jacsa Vieira, comentou sobre as melhorias esperadas para o serviço com essa articulação. “O CRM e o Centro Pop estiveram neste momento, pois assim como as situações de violência doméstica e de gênero, tratamos, especificamente, de pessoas em situação de rua quando são violentadas. Muitas vezes essas pessoas não detêm de meios para conseguir atendimento por não ter documentos. Tratamos desse fluxo, como se daria vinculado à Patrulha Maria da Penha e outras instituições”, disse a diretora.

Segundo a Diretora da Proteção Social Básica, Isabella Ângelo, a expansão do fluxo de atendimento também foi pensada para amparar e proteger mulheres trans e travestis que são atendidas tanto pela SEDEST quanto pela Casa da Mulher Cearense. Para denunciar alguma situação de violência doméstica, seja física ou psicológica, basta contatar os seguintes órgãos: CRM (88 3199-0472), CREAS (88 3587-1104), Delegacia da Mulher (88 3102-1102), Disque 100, Ligue 180. As denúncias também podem ser feitas diretamente nos CRAS ou no equipamento socioassistencial mais próximo.

Outros Posts