sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Juazeiro do Norte abre I Feira Científica

Com a participação de alunos de 14 escolas da Rede Municipal de Ensino, a Secretaria de Educação promoveu nesta quinta-feira, 10, a abertura da primeira Feira Científica de Juazeiro do Norte (Fecijuno). Os 46 projetos expostos no evento foram selecionados após a realização da etapa escolar e ficarão disponíveis para visitação até esta sexta-feira (11), na quadra Professor Santana, antigo Municipal, no horário de 8 às 16 horas.

A atividade faz parte das dez macro ações desenvolvidas pelo programa Educa Juazeiro e tem como objetivo principal incentivar o protagonismo estudantil, através do estímulo à curiosidade e ao desenvolvimento do senso crítico.

Os projetos científicos interdisciplinares, orientados pelos professores, estão relacionados às diversas áreas do conhecimento, como linguagens, matemática, ciências humanas e estudos regionais, além de ciências ambientais e ciências da natureza.

O estudante do 6º ano da Escola Sebastião Teixeira Lima, Dionísio dos Passos, falou sobre seu trabalho, reconhecido e selecionado para estar na fase municipal da Fecijuno. “Com a orientação da nossa professora, eu e minha colega Yasmin desenvolvemos um projeto sobre o uso da irrigação sustentável em hortas familiares na comunidade do horto, que é o bairro onde nossa escola está localizada”.

Já o aluno Cauã Lima, da Unidade de Ensino Dona Odorina Castelo Branco, destacou a emoção de ver o foguete construído com garrafa pet sendo elogiado pelo público presente: “Fizemos um diário de bordo, explicando como realizamos nosso material. Junto com meu colega João Vítor, conseguimos pôr em prática o que achávamos ser impossível”, disse.

O Prefeito Glêdson Bezerra, ao falar sobre a primeira Fecijuno da história de Juazeiro do Norte, frisou que os alunos e professores das escolas municipais possuem todo o potencial para desenvolver uma feira como esta.”Temos estruturas profissionais e precisamos oferecer para nossos estudantes arte, cultura, esporte, ciência, para que eles tenham outras alternativas para se sentirem motivados na sala de aula. É a partir de iniciativas como estas que cada vez mais iremos avançando na Educação do nosso município”, acrescentou.

A titular da Educação, Pergentina Jardim, falou sobre a culminância do evento, lembrando que, a partir do que foi feito dentro da comunidade escolar, os alunos saíram da fase abstrata, e estão participando da etapa municipal, mostrando e explicando sobre o fazer ciência. “Ao discutirem a solução dos problemas, provaram que é possível colocar em prática aquilo que estava antes só no papel”, enfatizou.

 

Outros Posts