terça-feira, 18 de junho de 2024

Esporte de luto: Pelé morre aos 82 anos

O esporte está de luto. Faleceu nesta tarde, aos 82 anos, o atleta do século, o rei do futebol, o gênio da bola, Edson Arantes do Nascimento, Pelé. Ele estava internado desde o final de novembro, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, devido a uma infecção respiratória em decorrência da covid-19, ao mesmo tempo em que tratava um câncer.

A morte foi confirmada pela assessoria do hospital, por volta das 16h desta quinta-feira (29), em decorrência da falência múltipla de órgãos. A família não divulgou detalhes do velório, mas foi montada uma estrutura na Vila Belmiro nos últimos dias para uma vigília, já o sepultamento será em Santos.

Em setembro de 2021, Pelé passou por uma cirurgia no cólon e desde então passou a ser submetido a repetições de quimioterapia, já no início do ano de 2022, foram detectadas metástases no intestino, fígado e pulmão do camisa 10. No dia 21 de dezembro, o corpo clínico do hospital divulgou um boletim que relatava a progressão da doença oncológica, e que por esse motivo o Pelé não recebeu a autorização para passar o natal em casa, pois os cuidados precisavam ser redobrados. O seu estado teve altos e baixos, durante alguns dias houve uma melhora no seu quadro clínico, contudo, nos últimos dias a saúde do rei voltou a piorar.

Com suas aparições diminuindo devido a seu estado de saúde, mesmo assim Pelé fez questão de se mostrar presente, durante a Copa do Mundo em 2022, sediada no Catar, em suas redes sociais, o rei da seleção parabenizou e se solidarizou pelos jogadores durante as partidas, e mesmo no último jogo que desclassificou o Brasil ele acalmou a seleção com palavras gentis. Em campo, os jogadores também demonstraram a importância que o Pelé era, em vida, o rei pode sentir isso.

Pelé é o único jogador a conquistar três títulos de copa do mundo, 1958, 1962 e 1970. Marcou 1283 gols na carreira, destes 95 pela seleção brasileira, o que o faz até hoje o maior artilheiro com a camisa canarinho. Pelé esteve aqui em Juazeiro do Norte em 3 de abril de 1974, em um amistoso do Santos contra o Guarani, no que o peixe venceu por 2 a 0.

Outros Posts