quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Entidades de Catadores de Juazeiro são incluídos no “Ceará Sem Fome”

As entidades de Catadores de Juazeiro agora estão incluídos no programa “Ceará Sem Fome”. Serão ofertadas 100 refeições diárias, bem como remuneração de R$ 500,00 para as trabalhadoras da cozinha comunitária.

Através do fortalecimento das políticas públicas do Governo do Ceará, da Autarquia de Meio Ambiente de Juazeiro do Norte – AMAJU e da Gerência de Resíduos Sólidos, outros projetos são desenvolvidos, como Mesa Brasil, Bolsa Catador e Crédito de Reciclagem. Além disso, a perspectiva é a criação da Central Municipal de Resíduos, com licitação prevista para este ano.

De acordo com a AMAJU, dois galpões para destinação correta de resíduos estão sendo articulados. Um deles já está com recurso assegurado, no valor de R$ 250 mil; o outro será realizado em parceria com a Secretaria de Infraestrutura – Seinfra, com projetos de 10 Ecopontos prontos e aprovados.

Eraldo Oliveira, superintendente da AMAJU, ressalta o projeto de gestão compartilhada, com entidades como Universidade Federal do Cariri – UFCA, Sebrae, Prefeitura Municipal, além da participação direta da comunidade de Catadores, para expansão da coleta seletiva. “É o maior avanço de resíduos sólidos no Estado do Ceará”, afirma.

Outros Posts