segunda-feira, 17 de junho de 2024

Em parceria com o SEBRAE, Barbalha realiza a primeira etapa do processo de capacitação das agricultoras do Sítio Macaúba

Em uma parceria que visa impulsionar o desenvolvimento agrícola em Barbalha, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) uniu forças com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) para iniciar a primeira fase de um programa abrangente de consultoria profissional. A iniciativa foi iniciada hoje no Sítio Macaúba, onde com as integrantes da Associação de Mulheres Rurais.

A visita, liderada por Welton Vieira, líder da SDA, e Édio Callou, Coordenador de Ambientes de Negócios do SEBRAE, marca o início de um esforço colaborativo para aprimorar as práticas agrícolas na região. O foco principal desta parceria é a troca de conhecimento e experiência, fortalecendo ainda mais a comunidade agrícola local.

O Sítio Macaúba, que depende fortemente da extração de babaçu, um valioso recurso econômico, está no centro dessa empreitada. Cerca de 15 mulheres dependem diretamente dessa atividade, que é gerida coletivamente pela Associação. A palmeira Babaçu produz uma infinidade de produtos, incluindo artesanato, casca, mesocarpo e amêndoa. Segundo Maria Sagilda de Souza, presidente da Associação, “Do coco extraímos tudo: artesanato, casca, mesocarpo, amêndoa e principalmente, o óleo.”

Este óleo de Babaçu não é apenas um ingrediente versátil, mas também traz potenciais benefícios à saúde. “O óleo é recomendado para pessoas com diabetes e como componente de tratamentos de saúde”, destacou Maria.

Édio Callou, enfatizou a importância desta fase inicial, afirmando: “Este primeiro passo é reunir informações para nossos esforços colaborativos. Precisamos identificar outras instituições para construir este projeto. Este encontro é crucial, especialmente agora, como o SEBRAE tem apostado cada vez mais no empreendedorismo feminino. O objetivo é capacitar esses negócios para alcançarem autonomia.”

Na reunião, foi decidido como prioridade principal para a evolução do projeto, o estabelecimento de protocolos mais concisos de organização financeira, além disso, foi feita uma avaliação das novas necessidades de maquinário e modernização dos processos produtivos. Com o progresso das ideias, espera-se que elas produzam resultados frutíferos para toda a comunidade.

Outros Posts