terça-feira, 28 de maio de 2024

Desfile das Escolas de Samba de Barbalha reuniu milhares de pessoas no corredor cultural

 A primeira noite de desfiles, que aconteceu no último sábado (18) contou com a apresentação da Acadêmicos da Cirolândia, Barbasamba e Mocidade Independente. Águia de Ouro e Unidos do Morro encerraram as apresentações na noite de domingo.

A folia na Rua do Vidéo começou às 22h do sábado com o desfile da Acadêmicos do Cirolândia, que cantou o enredo “Simplesmente Celene! Uma homenagem à cultura barbalhense!”. Para a porta-bandeira da escola, Jamile, o momento foi de emoção após dois anos sem a realização dos desfiles. “É uma emoção muito grande estar aqui depois da pandemia. Realizamos um árduo trabalho, mas, graças a deus, com a força da comunidade a gente conseguiu”, disse.

Para o presidente da Escola, Antônio Neto, a recepção do público foi essencial para o sucesso do desfile. “[O desfile] foi o melhor impossível. Era essa energia [do público] que estávamos precisando para retornar ao carnaval com a maior força e alegria do mundo. Foi perfeito”, disse

Com o enredo “O Mundo Encantado da Fantasia”, a Barbasamba contou a história da escola, fundada em 1976. Para Fátima Vieira, intérprete e estreante na escola, a emoção de desfilar pelo corredor cultural foi inexplicável. “Essa é minha primeira experiência como intérprete de escola de samba, cantava mais na área da MPB. Recebi o convite da escola, aceitei o desafio e estou sentindo uma emoção inexplicável, principalmente pelo fato de não vermos muitas mulheres cantando samba-enredo. Certamente estarei por aqui nos próximos anos”, disse.

Já era madrugada quando a Mocidade Independente iniciou o seu desfile. Com o enredo “Barbalha, terra de contos, encantos e cultura popular”, a escola enfrentou a chuva que caiu na metade do seu desfile, mas isso não afetou os componentes, que contagiaram os presentes no famoso calçadão de Barbalha.

No domingo de carnaval, a Águia de Ouro abriu a folia com uma homenagem ao seu fundador George Pintor, falecido em dezembro de 2022. O samba “No terreiro da Águia a festa vai começar, o atabake anuncia o xirê dos orixás” ditou a homenagem que arrastou o público presente pelo corredor cultural.

A atual campeã do carnaval barbalhense, a Unidos do Morro, encerrou os desfiles com o enredo “60 Anos de Amor: Construindo a Magia do Carnaval Barbalhense”. O presidente da escola, Kleber Fidelis, afirmou que a emoção de retornar o carnaval é dupla. “É uma emoção retornar ao carnaval após dois anos e ainda celebrando os 60 anos de tradição da nossa escola. Nosso enredo traz o samba, a alvorada do morro e vamos fazer uma festa na avenida. Vamos fazer uma grande festa e celebrar esse desfile para abrir os festejos dos nossos 60 anos”, disse.

Com roupa e adereços coloridos, a nutricionista Clarisse Uchoa convidou os amigos para curtir os desfiles. “As escolas são parte da tradição da nossa cidade, não poderíamos deixar de prestigiar. Vamos juntando todo mundo para curtir nosso carnaval, que está lindo demais”, destacou Clarisse.

Outros Posts