sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Desenhos temáticos auxiliam no tratamento humanizado de crianças em Juazeiro do Norte

Desde que foi implantada uma alternativa simples e lúdica, transportando os pequenos pacientes para o mundo encantado dos desenhos e super heróis, o tratamento se tornou menos doloroso para as crianças, que necessitam dos serviços do Pronto Atendimento Pediátrico 24h – Unimed Cariri. A alternativa foi adotada e logo aceita pelo público infantil.

A ideia pioneira dos profissionais de saúde tem sido o estímulo necessário para as crianças não desanimarem de buscar a cura. A técnica simples, já conta com acervo de desenhos e a escolha fica a critério do paciente. Os desenhos temáticos com figurinhas infantis são aplicados no esparadrapo do escalpe venoso das crianças.

Inserir as figurinhas faz toda a diferença em um momento que poderia ser traumático e que passa ser atravessado pelo encantamento do universo infantil. Os desenhos são reproduzidos pela própria equipe de enfermagem do Atendimento Pediátrico, com personagens como Galinha Pintadinha, Bob Esponja, Princesas, Capitão América, Superman, entre tantos outros.

Implantação

A experiência vem sendo utilizada desde o mês de setembro, iniciada pela técnica de enfermagem Germana Macêdo. Hoje, a equipe já considera um grande sucesso e conta que há crianças que retornam ao atendimento ainda com a figurinha do dia anterior, e elas, claro, têm todo o direito de escolher o personagem de sua preferência.

A coordenadora da Enfermagem, Daniela Mota, comemora o sucesso do trabalho e relata que é uma forma de desviar o foco com o aspecto lúdico, aliviando mais o trauma pelo uso da injeção. A avó de Calebe Rodrigues, de apenas dois aninhos e meio, Dona Rivalia Rodrigues, afirma que a experiência com os desenhos temáticos foi muito boa. ” Fez com que ele ficasse mais calmo e entretido e esquecesse a dorzinha da injeção”, diz. A mãe de Maria Luiza, de apenas 3 anos, Patrícia Gomes da Silva, achou a experiência bem interessante e que funcionou mesmo com a sua filha. “Quando ela viu, deu um leve sorriso, mesmo bem doente. Trouxe mais alívio”, conclui.

Outros Posts