segunda-feira, 17 de junho de 2024

Crato sedia seminário estadual para atualização do Plano de Ação Brasileiro de Combate à Desertificação

Nos dias, 20 e 21 de maio, o município do Crato será sede do Seminário Estadual de Atualização do Programa de Ação Brasileiro de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca (PAB), para diversos atores da sociedade. O evento será realizado no Centro Cultural do Cariri Sérvulo Esmeraldo. O seminário tem apoio institucional da Prefeitura do Crato, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

A programação do seminário abrangerá uma variedade de atividades, incluindo apresentações sobre o panorama da desertificação e seca nas áreas afetadas, oficinas, debates, diálogos com os participantes, sessões plenárias, compartilhamento de experiências e trabalho em grupos temáticos para elaboração de propostas.

A finalidade é discutir, compartilhar e refletir sobre conhecimentos, experiências e lições aprendidas, no combate à desertificação, mitigação aos efeitos da seca e convivência com a semiaridez. O seminário contempla o olhar e a contribuição de segmentos da sociedade civil, dos movimentos sociais, povos e comunidades tradicionais, dos pesquisadores, do setor privado, órgãos estaduais e municipais, desempenhando um papel estratégico e fundamental na preparação para o Seminário Nacional e na atualização do PAB Brasil.

Sobre o PAB

Construído pela primeira vez em 2004, o Programa de Ação Brasileiro de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca (PAB), busca identificar os fatores que contribuem para a desertificação e desta forma, direcionar governos, comunidades locais e sociedade, sobre medidas práticas de combate à desertificação e mitigação dos efeitos da seca.

Em sua primeira versão, o Programa trouxe levantamentos de zonas suscetíveis à desertificação, prioridades de ação, bem como as providências que deveriam ser tomadas na região do Semiárido brasileiro, que abrange nove estados do Nordeste e o norte de Minas Gerais.

Em 2024, o Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA) busca atualizar o Programa, que agora ganha caráter nacional. Apesar da região prioritária continuar sendo o Nordeste e o Semiárido, em outras regiões brasileiras também são encontrados processos semelhantes de desertificação e aridização.

A organização do cronograma é uma iniciativa conjunta do MMA, através do Departamento de Combate à Desertificação, em colaboração com a Fundação Joaquim Nabuco, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e Instituto Nacional do Semiárido (INSA/MCTI). Além dos seminários estaduais, está prevista a realização de eventos regionais em São Paulo, Rio Grande do Sul e Amazonas.

Outros Posts