domingo, 19 de maio de 2024

Crato retoma ao Comitê da Sub-bacia Hidrográfica do Rio Salgado

Realizado o 3º Seminário de renovação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Salgado (CBHS), para o mandato de 2024-2028, no Sindicato dos Docentes da Universidade Federal do Cariri, em Juazeiro do Norte. O comitê tem como principais atribuições propor e discutir políticas públicas relacionadas à gestão dos recursos hídricos e meio ambiente na bacia do Salgado. O evento aconteceu nesta quinta-feira, dia 4.

O município do Crato foi representado por Stephenson Ramalho, secretário adjunto do Meio Ambiente; e Grasiele Cruz, da Sociedade Anônima de Água e Esgoto do Crato (SAAEC). Ambos foram eleitos para o comitê, para as vagas de poder público municipal e usuários de água, respectivamente.

O comitê é formado por 50 vagas da plenária, divididas em quatro segmentos: 10 vagas para o Poder Público Municipal (Prefeituras e Câmaras de Vereadores); 15 vagas para Sociedade Civil Organizada; 15 vagas para Usuários de Água; e 10 vagas para o Poder Público Estadual ou Federal.

A posse dos novos membros será feita na 38ª Reunião Extraordinária do colegiado, no dia 30 de abril, no município do Crato.

Sobre o comitê

O Comitê da Sub-bacia Hidrográfica do Rio Salgado foi criado pelo Decreto Estadual n° 26.603 de 14 de maio de 2002 e instalado em 10 de julho de 2002. Trata-se de um órgão colegiado, de caráter consultivo e deliberativo.

A sub-Bacia do Salgado, localizada no Sul do Estado do Ceará, integra a Bacia do rio Jaguaribe com área de drenagem de 12.865km², que corresponde a 8,25% do território cearense. Tem como rio principal o Salgado, com um curso de 308 km, dos quais 270 km perenizados.

Para facilitar os estudos e o processo de organização dos usuários a bacia foi dividida em 5 microbacias englobando 23 municípios. São grandes as potencialidades dessa bacia. Os melhores aquíferos da bacia do Jaguaribe estão localizados nessa região, notadamente no Cariri. Por conta disso, a maior parte de seus municípios é atendida por poços. Essa bacia apresenta uma capacidade de acumulação de águas superficiais de 452,31 milhões de metros cúbicos, num total de 15 açudes públicos gerenciados pela COGERH.

Outros Posts