sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Corpo de Bombeiros resgata mais de 2.800 animais no 1º trimestre deste ano

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) resgatou no 1º trimestre de 2023 o total de 2.822 animais. O número de resgates da corporação reflete o trabalho realizado de 1º de janeiro a 31 de março, em todo o Ceará. No mesmo período de 2022, foram contabilizados 2.493 resgates de animais.

As espécies mais resgatadas pelos bombeiros militares são: as cobras jiboias, seguidas por felinos, cães, iguanas e cassacos. Também foram resgatados, este ano, jacarés, bacuraus, carcarás, éguas, vacas, garrotes, gato-do-mato, macaco-prego, gaviões, gambás, guaxinins, jacaretinga, macacos-prego, saguis, tamanduás-mirins, entre outros animais.

Resgate em Quixadá

É por meio do número 193, que o CBMCE recebe a ocorrência do pedido de resgate. Na semana passada equipes do Batalhão de Combate a Incêndio Florestal de Quixadá foram acionadas para uma ocorrência com uma serpente jiboia de um metro, que estava no portão de residência no bairro Planalto Renascer, no município de Quixadá – Área Integrada de Segurança 20 (AIS 20) do Estado. Imediatamente, a equipe seguiu para o local e realizou o resgate. A guarnição retirou o animal do imóvel e o devolveu para o seu habitat natural.

Após o resgate da jiboia, que não apresentou ferimentos. O CBMCE seguiu as orientações do Núcleo Regional de Ofiologia (Nurof) da Universidade Federal do Ceará (UFC), que os animais devem ir para seu habitat natural em uma área de proteção ambiental da região. O local é adequado para a soltura e próximo ao local com água e longe de residências.

Sobre as jiboias 

As jiboias são répteis da família Boidae, elas estão entre os grupos de maiores serpentes do planeta. As jiboias são consideradas a segunda maior espécie no território nacional, atrás somente da sucuri. Contudo, elas podem atacar caso sejam ameaçadas. Elas matam suas presas comprimindo o corpo delas.

 

Outros Posts