sexta-feira, 24 de maio de 2024

Corpo de Bombeiros do Ceará registrou 1.650 ocorrências com gases em 2022

O Corpo de Bombeiros do Ceará registou 1.650 ocorrências com gases em 2022, entre os meses de janeiro e setembro. O número já é superior ao ano passado, quando foram registradas 1.624 ocorrências com gases. A princípio, existem vários tipos de gases compostos de diversos materiais. Como também, a principal diferença entre eles é justamente é sua composição, o estado físico é o mesmo. Desde modo, os mais conhecidos são os gases: natural; carbônico; nobre; combustível; metano e butano.

De acordo com os dados levantados sobre ocorrências com esta tipologia, o balanço de 2022 já superou o ano de 2021, quando a corporação atendeu 1.624 ocorrências com gases. Com tudo, se levarmos em conta que ainda faltam 3 meses para chegarmos ao final do ano de 2022, e, que se mantivermos a atual média de atendimento, que está em 183 ocorrências por mês, inevitavelmente vamos também superar os anos de 2020 e 2019, que atenderam 1.957 e 2.092 ocorrências com gases, respectivamente.

Prevenção

Quando se deve trocar o registro de gás? Após 5 anos, recomenda-se a troca do registro e da mangueira de gás, com o intuito de evitar possíveis vazamentos e riscos de acidentes. O CBMCE orientou os residentes do local a trocar registro e mangueiras e a observar o prazo de validade.

 

Outros Posts