domingo, 26 de maio de 2024

Complexo Ambiental Mirante do Caldas completa um ano

O Complexo Ambiental Mirante do Caldas (CAMC) comemorou, neste fim de semana, um ano de inauguração, que se completou no dia 13, com uma programação festiva especial. O equipamento, do governo do Ceará, é gerido pelo Instituto Dragão do Mar (IDM), em parceria, por meio de Contrato de Gestão, com a Secretaria de Meio Ambiente do Ceará (Sema). O titular da Sema, Artur Bruno, que estará presente nas festividades, explica que “o objetivo é celebrar os excelentes resultados deste espaço público que reúne mirante, teleférico, borboletário, trilhas, Café (Casa Café) e o Centro de Interpretação Histórica e Ambiental. O Mirante se consolidou como um atrativo turístico e de educação ambiental”. O local é ainda palco para apresentações, shows e atividades formativas.

Como forma de agradecer e reforçar a parceria com a comunidade, parte das atividades de aniversário será em pontos diferentes do povoado Caldas, onde está localizado o CAMC, em Barbalha. São shows, Feira de Gastronomia, espetáculos cênicos e oficina sobre a memória afetiva e gastronômica do local (confira a lista completa ao final). Toda a programação comemorativa do fim de semana e o teleférico (apenas no domingo, das 9h30min às 17h30min) serão gratuitos.

As atividades ao longo deste primeiro ano promoveram a fruição e a formação, sobretudo, em cultura e meio ambiente. A proposta que fundamenta as ações e atividades é, principalmente, valorizar e promover a riqueza cultural e o patrimônio ambiental do Cariri, uma região estratégica, que recebe a influência de pelo menos três estados nordestinos. O público aderiu à ideia e a média foi de 4.182 visitantes por mês. Nos meses de férias escolares, registrou-se um incremento de 175% nesse número.

O Mirante do Caldas é um importante agente da candidatura da Chapada do Araripe a Patrimônio da Humanidade, junto à Unesco. O equipamento sediou, em julho deste ano, parte do Seminário “Chapada do Araripe como Patrimônio da Humanidade: Cultura e Natureza para o desenvolvimento da Região”. O evento contou com as presenças da governadora Izolda Cela, dos titulares das secretarias estaduais do Meio Ambiente (Sema), Artur Bruno, e da Cultura, Fabiano Piúba, da diretora-presidenta do Instituto Dragão do Mar (IDM), Rachel Gadelha, e representantes de outras importantes instituições que trabalham por essa chancela. A curadoria foi do consultor e ex-ministro da Cultura, Juca Ferreira.

Outros Posts