domingo, 16 de junho de 2024

Circuito de feiras da agricultura familiar e economia criativa movimenta Parque de Exposição

Para incentivar e fortalecer a comercialização de pequenos agricultores, o Instituto Flor do Piqui e a Prefeitura de Crato realizam de 3 a 5 de fevereiro mais uma edição do Circuito de Feiras da Agricultura Familiar e Economia Criativa, no Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcante, em Crato. Nesta edição, cerca de 50 expositores participaram da ação. Ainda na feira será feita a entrega de títulos do Programa Nacional de Créditos Fundiários, executado pelo Instituto Flor do Piqui e o governo do Estado, e a entrega de kits da Cozinha Solidárias Sustentáveis, promovida pela prefeitura municipal de Crato.

O circuito conta ainda com a participação de diversas entidades com a promoção de palestras e oficinas voltadas à sustentabilidade, preservação ambiental e distribuição de mudas. São elas: Universidade Federal do Cariri (UFCA), Instituto Federal do Ceará (IFCE), Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais (FEPAF), sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, Serviço Social do Comércio (SESC), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), Fetraece entre outras.
Durante a feira, a tradicional Casa de Farinha e o Engenho estarão funcionando. A Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde e Secretaria de Assistência Social do Crato estarão no parque para atendimento à população, como o atendimento do CadÚnico, ações voltadas para saúde da população, e orientação educativa. A programação também irá contemplar as crianças, com espaço voltado para atividades recreativas, como brincadeiras, contação de histórias e pintura de rosto. A noite, haverá shows artísticos, comandados por Rafael Belo Xote, Leonardo de Luna e Forró de Raiz. No domingo, o Projeto Viva o Parque será agregado ao evento. As atividades iniciam às 7h da manhã, com a feira, oficinas e demais atividades, e encerra às 20h com show das atrações musicais.

A importância das Feiras

As feiras são os espaços mais antigos de comercialização de alimentos. São uma ótima alternativa de compra direta com o produtor, pois diminuem intermediários no processo e, consequentemente, o preço dos alimentos pode ser mais baixo que em outros tipos de comércio. Além disso, esses espaços estimulam a autonomia do produtor e valorizam a produção local de alimentos. No caso das feiras orgânicas ou agroecológicas, os alimentos são produzidos sem o uso de agrotóxicos. Segundo informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), no Brasil, a agricultura familiar envolve aproximadamente 4,4 milhões de famílias e é responsável por gerar renda para 70% dos brasileiros no campo. Já a Organização das Nações Unidas (ONU) estima que 80% de toda a comida do planeta venha desse tipo de produção. Dados do IBGE mostram que a agricultura familiar do Brasil abrange 3.897.408 estabelecimentos rurais.

Sobre o Instituto Flor do Piqui

O Instituto Flor do Piqui é uma organização não governamental, fundada em julho de 2005, com a missão de promover o desenvolvimento social, econômico, político, ambiental e cultural em todo o Nordeste, através de ações participativas e integradoras.
Tem sua atuação focada em realizar ações de capacitação de acesso à terra para os pequenos produtores rurais pelo PNCF, Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER, apoio e elaboração de projetos para acesso ao Crédito Rural – PRONAF, Programas em apoio aos Recursos Hídricos e Moradia, e ainda, programas em apoio às políticas de comercialização e acesso ao mercado.

Outros Posts