domingo, 16 de junho de 2024

Ceará volta a receber água do Rio São Francisco após acionamento de novo sistema de bombeamento em Pernambuco

A vice-governadora Jade Romero participou de visita, nesta quinta-feira (13), ao Núcleo de Controle Operacional da Integração do São Francisco, em Salgueiro (PE). Na ocasião, foi realizada a liberação de água da estrutura, proveniente do Rio São Francisco, até a Barragem de Jati (CE) e, posteriormente, ao Cinturão de Águas do Ceará (CAC). Também participaram da cerimônia o ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes; o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Paulo Pimenta; a vice-governadora de Pernambuco, Priscila Krause; o secretário dos Recursos Hídricos do Ceará, Robério Monteiro; entre outras autoridades.

Jade Romero destacou a parceria existente entre Governo Federal e os governos estaduais, peça-chave para o andamento e a entrega de obras importantes para o Ceará e para o Nordeste. “O diálogo e o apoio do Governo Federal são fundamentais na conquista de tudo isso. A nossa palavra é gratidão. A água é um bem muito precioso, sobretudo para nós, nordestinos. Teremos um caminhão pipa bombeado a cada segundo, chegando para as nossas famílias. É por meio dessas obras que podemos ter esperança de ter a água, em quantidade cada vez maior, para seguir desenvolvendo os nossos estados”, disse.

Waldez Góes corroborou com a fala da vice-governadora cearense, ressaltando o auxílio prioritário da União desde o primeiro dia de governo. “Estamos falando aqui de um sonho do povo nordestino, mas que a cada dia se torna mais realidade para mais famílias. Tudo isso é graças ao esforço coletivo do Governo Federal em parceria com os estados. No primeiro dia de governo fui autorizado pelo presidente Lula a transferir recursos para a continuação de obras em diversos estados nordestinos. É uma prioridade nossa”, afirmou.

Responsável por abastecer os estados do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte com as águas do São Francisco, o Núcleo de Controle volta a bombear água para os cearenses após paralisação em novembro de 2022, por conta de serviços de manutenção no conjunto de bombas da Estação de Bombeamento EBI-3. A barragem de Jati possui estrutura com capacidade de acumular até 28 milhões de metros cúbicos de água.

Priscila Krause exaltou o acionamento do novo sistema de abastecimento, citando a necessidade por água em toda a região. “Agradecimentos a gente nunca deve se cansar de fazer. E é por isso que agradeço esse apoio do Governo Federal em um assunto tão importante como a chegada da água. O Nordeste tem pressa e está bastante feliz hoje”, contou.

Paulo Pimenta reafirmou o compromisso do presidente Lula com o povo nordestino. “A obra da transposição do Rio São Francisco tem a cara do presidente Lula. Essa obra não vai parar até que possamos garantir que a água chegue na casa de cada brasileiro, na casa de cada brasileira”, pontuou.

Segurança Hídrica

Com o bombeamento das águas do São Francisco para o Ceará, garante-se o aumento na segurança hídrica do estado, visto que será uma fonte disponível para eventuais crises, além de ajudar nos uso de recurso hídrico para múltiplos usos. Quando necessário, as águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco irão percorrer os 53km do trecho emergencial do Cinturão das Águas até o Riacho Seco, no município de Missão Velha, depois fluirá para o Rio Salgado e Rio Jaguaribe, até, finalmente, alcançar o açude Castanhão. Esse trajeto é de 350km. Um vez chegada ao Castanhão, a transferência para a Região Metropolitana de Fortaleza será efetuada pelo Eixão das Águas.

Robério Monteiro comemorou a agilidade na manutenção e na liberação das águas para o povo cearense. “O Governo Federal, por meio do Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional, não mediu esforços para agilizar a resolução do problema e liberar, o quanto antes, as águas do São Francisco para o Nordeste. No Ceará, as águas do Velho Chico garantem uma maior segurança hídrica tanto para a região do Cariri quanto para Região Metropolitana de Fortaleza, pois seguem do CAC para o Castanhão”, comentou.

Outros Posts