terça-feira, 25 de junho de 2024

Ceará registra 4,3 mil novos postos de trabalho em fevereiro

O Ceará teve um crescimento de 4.330 postos de trabalho. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados, na quarta-feira (29), pelo Ministério do Trabalho. O balanço, proveniente da relação entre o número de contratações com carteira assinada (43.144) e demissões (38.814), é o terceiro melhor da região Nordeste, atrás de Pernambuco (6.740) e Bahia (8.043).

“Seguindo o comportamento da série histórica do Caged, após o período de sazonalidade do mercado de trabalho, nos meses de dezembro de 2022 e janeiro de 2023, o Ceará retoma as contratações com a geração de 4,3 mil postos de trabalho. Além disso, em consonância com os períodos anteriores, o setor de serviços destaca-se como o maior gerador das vagas no mês de fevereiro. Nossa expectativa é que, com a manutenção dos investimentos públicos e uma melhor ambiência para os privados, o Ceará continue numa curva ascendente, para garantir mais oportunidades aos trabalhadores cearenses”, analisa o secretário do Trabalho, Vladyson Viana.

Os números foram puxados principalmente pelo setor de serviços (3.978), embora quase todos tenham registrado saldos positivos, indústria (396), comércio (142) e construção civil (139). O nível de emprego formal variou positivamente (0,35%) e atingiu o total de 1.243.032 empregos com carteira em fevereiro de 2023.

Em termos territoriais, Fortaleza registrou 1.656 novos postos, seguida por Itapajé (766), Iguatu (472), Juazeiro do Norte (383), Abaiara (276) e Caucaia (206).

Outros Posts