domingo, 26 de maio de 2024

Ceará antecipa vacinação contra a influenza para crianças; campanha inicia segunda-feira (27)

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) antecipa a vacinação contra a influenza para o público infantil. A partir desta segunda-feira (27), o imunizante poderá ser aplicado em crianças a partir de seis meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias. Ao todo, 284 mil doses já foram distribuídas aos 184 municípios cearenses.

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe do Ministério da Saúde (MS) iniciará somente a partir do dia 10 de abril, mas o Ceará sai na frente devido ao aumento de casos de gripe decorrente da sazonalidade das chuvas no Estado – a quadra chuvosa ocorre de fevereiro a maio. Por isso, a vacinação é a principal medida para evitar casos graves decorrentes da influenza. A iniciativa objetiva contemplar, pelo menos, 90% do público-alvo.

Nas redes sociais, o governador Elmano de Freitas convocou as famílias a levarem as crianças para a imunização contra a gripe a partir de segunda-feira (27). “Procurem os postos de saúde para a vacinação, que é a principal medida para evitar casos graves decorrentes da influenza”, publicou.

“A antecipação se dá, principalmente, porque entendemos a necessidade de considerar os contextos pluviais do Ceará, diferentes de estados do Sudeste e do Centro-Sul, por exemplo. É nesse período que ocorre uma transmissão elevada de vírus, sobretudo na população abaixo de 6 anos, o que pode levar a uma possível hospitalização”, aponta Antônio Silva Lima Neto (Tanta), titular da Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde (Sevig) da pasta estadual.

O gestor ressalta, ainda, que, ao antecipar o início da campanha, o Ceará ganha mais dias de mobilização junto ao público infantil. “Dessa forma, podemos prevenir uma série de casos e, no próximo dia 10, quando começará a convocação nacional, o Ministério da Saúde deverá enviar mais doses para o Ceará, ampliando a vacinação para outros grupos”, acrescenta.

De acordo com a assessora técnica da Célula de Imunização (Cemun) da Sesa, Ana Karine Borges, crianças com doenças febris agudas, moderadas ou graves, além de casos confirmados de covid-19, devem adiar a aplicação até a melhora do quadro. “A vacinação é uma das medidas de prevenção mais importantes para garantir a proteção contra a doença, suas complicações e óbitos, além de contribuir para a redução da circulação viral na população, especialmente em crianças, que apresentam fatores ou condições de risco”, destaca.

Influenza

Influenza ou gripe é uma doença causada pelo vírus Myxovirus influenzae e se divide nos tipos A, B e C. Os dois primeiros são mais propícios a acarretar epidemias sazonais em diversas localidades do mundo, enquanto o último costuma provocar casos mais leves.

Os sintomas mais recorrentes são febre, calafrios, tremores, dores de cabeça, tosse seca, dor de garganta e coriza. O vírus é transmitido facilmente por gotículas de secreções expelidas por pessoas infectadas ao tossir ou espirrar.

Como se prevenir além da imunização

Para reduzir os riscos de adquirir ou transmitir a influenza, a Saúde do Ceará recomenda a higienização frequente das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento e após tossir ou espirrar. Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, e procurar assistência médica caso os sintomas persistam por mais de sete dias são medidas importantes.

Outros Posts