domingo, 03 de março de 2024

Camilo critica Bolsonaro por associar Nordeste ao analfabetismo: “Intolerante e desrespeitoso”

O senador eleito Camilo Santana (PT) criticou o presidente Jair Bolsonaro (PL) por associar o Nordeste ao analfabetismo ao comentar a vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na região. O ex-governador petista apontou desrespeito e intolerância nas declarações do chefe do Executivo, feitas durante uma transmissão no Facebook.

“Respeite os nordestinos! Somos um povo trabalhador e inteligente. E grato. Seu comportamento intolerante e desrespeitoso com o Nordeste não nos faz baixar a cabeça. Pelo contrário. Só aumenta nossa força para lutar e voltar a ser feliz de novo”, disse Camilo em post publicado durante a manhã desta quinta-feira, 6, nas redes sociais.

Lula venceu nos nove estados nordestinos. No local, o petista obteve 21,6 milhões de votos, contra 8,7 milhões do atual chefe do Executivo, que disputa a reeleição no segundo turno contra o petista. Foram 12,9 milhões de sufrágios a mais que Bolsonaro, a maior distância entre os dois concorrentes nas cinco regiões do País, sendo o Nordeste a segunda mais populosa do Brasil.

“Lula venceu em nove dos dez estados com maior taxa de analfabetismo”, disse ao ler o título de uma notícia sobre o assunto, e emendou: “Vocês sabem quais são esses estados? Do nosso Nordeste. Não é só taxa de analfabetismo alta o mais grave nesses estados, outros dados econômicos também são inferiores a outras regiões”, havia comentado Jair .

“Esses estados do Nordeste estão há 20 anos sendo administrados pelo PT. Onde a esquerda entra, leva o analfabetismo, leva a falta de cultura, leva o desemprego, leva a falta de esperança”, acrescentou o político.

Mais cedo, a governadora do Ceará, Izolda Cela (sem partido) já havia criticado as declarações do presidente que, na avaliação dela, teve uma atitude que “destila preconceito e xenofobia” contra nordestinos.

“O presidente dá provas evidentes do que já se sabe: ele não conhece o Brasil e não tem respeito pelas pessoas. Infelizmente, o analfabetismo ainda é um problema brasileiro. Ele não sabe disso porque o Governo Federal não dialoga com estados nem com municípios”, disse.

Fonte: O Povo

Outros Posts