segunda-feira, 20 de maio de 2024

Caldeirão da Santa Cruz do Deserto é tema de Suíte Musical, álbum (LP e virtual) e documentário de Pingo de Fortaleza em parceria com o cineasta Rosemberg Cariry

Um dos movimentos populares mais emblemáticos da história do Brasil, o Caldeirão da Santa Cruz do Deserto, liderado pelo Beato negro José Lourenço e surgido no Crato, região do Cariri cearense, tem sua história revisitada. O Caldeirão, como é popularmente conhecido, é o mote do mais novo projeto do multiartista Pingo de Fortaleza e do cineasta Rosemberg Cariry.

A Suíte do Caldeirão da Santa Cruz do Deserto, de autoria de Pingo de Fortaleza e Rosemberg Cariry, é um trabalho artístico (álbum virtual, LP e documentário) constituído de 7 textos e 7 músicas que narram cronologicamente a história da comunidade do Caldeirão da Santa Cruz do Deserto e do seu líder, Beato José Lourenço, bem como o legado dessa experiência na contemporaneidade. O lançamento acontecerá no dia 10 de maio, às 19h, na Praça Padre Cícero, em Juazeiro do Norte; no dia 11 de maio, às 19h, no Centro Cultural Sérvulo Esmeraldo, no Crato e no dia 12 de maio, às 19h, no Cineteatro São Luiz, em Fortaleza. A entrada é gratuita.

“Posso dizer que na minha trajetória de mais de 40 anos de vida artística, já produzi alguns projetos bem complexos, como livros acompanhado de CDs e DVDs (projeto Pérolas do Centauro), entre outros, mas esse, que já vem durando três anos e meio de execução, tem muitas peculiaridades, inicialmente pela importância do tema e pela parceria com o artista Rosemberg Cariry e também por seu formato armorial (clássico e popular) que remonta a um retorno ao meu primeiro trabalho em disco sobre Canudos, de 1986, mas por envolver diversos produtos (documentário, álbum virtual e em formato de LP, shows, etc), cidades  (Fortaleza, Crato e Juazeiro) e um grande coletivo de artistas  e grupos (coral, orquestra, músicos, cantores, cenógrafos etc). Portanto vivenciar essa experiência foi de grande aprendizado e espero que essa obra contribua para dar um pouco mais de visibilidade à temática do Caldeirão e ao protagonismo dos artistas cearenses e seus processos criativos”, acentua Pingo de Fortaleza, um dos autores e coordenador geral do projeto.

“O Caldeirão do beato José Lourenço representa uma experiência social transformadora do povo sertanejo e continua a ser, ainda hoje, um paradigma para comunidades que organizam a ocupação coletiva da terra, com responsabilidade social e ecológica.  Pingo de Fortaleza, na “Suíte do Caldeirão da Santa Cruz do Deserto”, compõe uma homenagem sensível a esse povo que buscou construir uma sociedade mais justa e igualitária. Trata-se de uma peça musical destinada a ser executada em ocasiões especiais, como nas romarias e grandes encontros festivos e celebrações”, pontua o cineasta Rosemberg Cariry.

Antes, no dia 09 de maio, às 18h30, no Centro Cultural Banco do Nordeste, em Juazeiro do Norte, Pingo de Fortaleza fará audição didática da Suíte do Caldeirão da Santa Cruz do Deserto (voz e violão). Na ocasião, Pingo de Fortaleza interpretará a referida obra (textos e canções) e fará um comentário didático sobre seu processo criativo e exibirá o documentário do projeto.

No dia 16 de maio, às 15h, no Centro Cultural Banco do Nordeste, em Fortaleza, Pingo de Fortaleza também realizará audição didática da Suíte do Caldeirão da Santa Cruz do Deserto (voz e violão) e interpretará a referida obra (textos e canções) e fará um comentário didático sobre seu processo criativo e exibirá o documentário do projeto.

Contendo arranjos para orquestra e coral com influências armoriais, o timbre dessa suíte dialoga com o acordeon, as percussões regionais e as vozes dos intérpretes do Cariri cearense, pois, excetuando seu autor, Pingo de Fortaleza, todos os demais participantes desse trabalho são expressões artísticas dessa região do Ceará.

Participam desse obra, o Coral da UFCA, o músico Ocelo Mendonça (responsável pelos arranjos de orquestra e execução dos instrumentos), o acordeonista Zé do Norte, os percussionistas Igor Monteiro e Ricardo Pinheiro e os atores, músicos, cantores e cantoras: Luiz Fidelis, Junú, Pingo de Fortaleza, João do Crato, Salatiel, Pachelly Jamacaru, Abidoral Jamacaru, Luciano Brayner, Mestra Marinês, Fábio Carneirinho e Weber, entre outros. Os lançamentos contarão com todo esse elenco, além de um sexteto da Vila da Música Monsenhor Ágio Augusto Moreira.

O projeto conta ainda com produção executiva de Arnóbio Santiago, coordenação de produção de Erivaldo Casimiro e produção de Papinha Rodrigues. O figurino da Suíte é de autoria de Tieta Pontes e Patrício Barros, o cenário é assinado por Vlamir de Sousa, e os desenhos de todo o material do projeto são de Mellyssa Bezerra, uma jovem artista de Juazeiro do Norte. A direção de luz tem a assinatura de Tatiana Amorim e a de som de Airton Montezuma.

Sobre o documentário

“Suíte do Caldeirão da Santa Cruz do Deserto – Pingo de Fortaleza e Rosemberg Cariri”

O documentário média metragem, duração de 43min, intitulado “Suíte do Caldeirão da Santa Cruz do Deserto – Pingo de Fortaleza e Rosemberg Cariry”, apresenta por meio de uma estrutura musical inspirada na suíte clássica a história da comunidade do Caldeirão e de seu líder o Beato José Lourenço.

O documentário é composto de 7 movimentos, que incluem, cada um, textos históricos recitados e músicas. Os textos trazem imagens históricas e de referência ao tema central do Caldeirão e as músicas são constituídas de clipes dos processos de gravação. Cada movimento é aberto com desenhos originais do projeto (que é composto por um álbum virtual e também em formato de LP e de vários shows de lançamento)  que recebem animação.

Com concepção musical armorial, a música que conduz o documentário composta por Pingo de Fortaleza e Rosemberg Cariry, que também assinam o roteiro do doc., é caracterizada  de diversos ritmos nordestinos (baião, ciranda, xote, boi, maracatu cearense, marcha,etc.) com roupagem de orquestra, coral, percussão e acordeon.

o projeto é realizado através da Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet – Governo Federal, Lei Estadual de Incentivo à Cultura – Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult Ceará), com patrocínio do Banco do Nordeste do Brasil – BNB, CAGECE, CEGÁS, Brisanet e apoio institucional do Cineteatro São Luiz, Instituto Mirante, Instituto Dragão do Mar (IDM), Vila da Música, Centro Cultural Sérvulo Esmeraldo, Prefeitura Municipal do Crato e Assembleia Legislativa do Estado do Ceará. Agradecimentos à Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste (AFBNB) e à Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte.

Todos os produtos da Suíte do Caldeirão do Deserto serão disponibilizados gratuitamente ao público.

Outros Posts