quarta-feira, 17 de abril de 2024

Bombeiros militares salvaram 366 vidas de afogamento em 2023

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) salvou 366 vidas de afogamentos, entre janeiro e agosto deste ano. A apuração, que representa uma redução de 18%, em relação ao mesmo período de 2022, é o resultado de ações preventivas realizadas pela corporação. Entre janeiro e agosto do ano passado, os bombeiros militares salvaram 441 vidas de afogamentos.

Ainda conforme o balanço do CBMCE, 80% das vidas salvas de afogamentos ocorreram na Praia do Futuro – Área Integrada de Segurança 10 (AIS 10) de Fortaleza. Em seguida, surge a cidade de Caucaia (AIS 11), com 9% dos salvamentos e a praia de Jericoacoara (AIS 17), com 6% dos registros. O município de Aracati (AIS 18), responde por 5%.

Prevenção é o melhor caminho

Visando a segurança de cearenses e turistas, o Corpo de Bombeiros orienta aos banhistas que sempre confiram se a área em que estão entrando é permitida para banho e obedeçam a sinalização existente. Também é necessário atenção para a localização onde ficam os postos de guarda-vidas; mergulhar apenas nas proximidades.

Caso o banhista perceba que entrou em uma área de correnteza, e não consiga sair, peça imediatamente socorro. E, mesmo que saiba nadar, jamais tente salvar alguém do afogamento sem o treinamento adequado. Disque 193. A ligação é gratuita e funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Atenção aos pequenos

Em praias, rios, lagoas ou barragens, é preciso cuidado redobrado com as crianças. A distância que o pai, mãe ou tutor deve manter da criança é de um braço e nunca perdê-la de vista. A baixa estatura e a pouca maturidade para lidar com os movimentos imprevistos das águas as torna ainda mais vulneráveis.

Lembre-se: as correntes de retorno são as principais causadoras de afogamentos no mar. Elas aparecem em locais rasos, são águas mais escuras, com pouca ou nenhuma onda. A aparência de tranquilidade das águas confunde facilmente e, enquanto estão se divertindo, as crianças não são capazes de compreender os riscos.

Outros Posts