domingo, 16 de junho de 2024

Barbalha promove projeto “Repasse de Saberes” na busca de preservar as bandas cabaçais

A Prefeitura Municipal de Barbalha, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), está promovendo o Projeto “Repasse de Saberes nos Terreiros dos Mestres da Cultura” com objetivo de preservar a arte das bandas cabaçais no município de Barbalha.

De acordo com Assessora Técnica da Secult e Coordenadora da Cultura Popular do Município, Goretti Amorim, o projeto busca incentivar crianças e jovens, de 8 a 13 anos, a manter viva as manifestações culturais do município, como a banda cabaçal. “O foco desse projeto é resguardar a manifestação da banda cabaçal para que elas não venham a desaparecer. As bandas cabaçais são hoje uma das manifestações mais ameaçadas aqui em Barbalha”, afirmou Goretti.

Um dos responsáveis por transmitir os saberes para a nova geração é Airton Ribeiro. Natural de Barbalha, Airton aprendeu a arte do pife com o seu avô e hoje ministra aulas para crianças da comunidade da Água Fria. “Me sinto feliz e alegre. Essa é uma cultura que vem dos mais velhos. Aprendi com o meu avô e agora irei repassar tudo que aprendi para as crianças das comunidades. É uma missão importante, serão essas crianças que irão repassar no futuro tudo que estão aprendendo aqui. No final, todos teremos esse compromisso de não deixar a cultura morrer”, ressaltou Airton.

Luiz Henrique, de 9 anos, é um dos dez alunos que vêm recebendo o “Repasse de Saberes” da arte de pife, por meio do projeto. Assíduo desde o mês de novembro, o garoto já participou do desfile de cortejo de reis e tem acompanhando o professor Airton em apresentações culturais no município. “As aulas são muito boas. Eu estou aprendendo muita música com o professor, até as mais difíceis. Já consigo tocar o pife bem e estou ansioso para começar os outros instrumentos”, disse o pequeno Luiz.

O Repasse de Saberes nos Terreiros dos Mestres foi lançado em Novembro de 2022 na comunidade da Água Fria, zona Rural de Barbalha. Nessa primeira etapa, que segue ao longo do mês de janeiro, estão sendo ministradas aulas com o instrumento de pife. Nas próximas etapas as aulas terão foco nos instrumentos de caixa ou tarol e a zabumba.

Outros Posts