terça-feira, 18 de junho de 2024

Banco de Alimentos fortalece estrutura da segurança alimentar em Juazeiro do Norte

Após projeto de modernização e recebimento de bens, como móveis e até veículos, o Banco de Alimentos de Juazeiro do Norte registra bons resultados ao fim de 2022. Foram mais de 30 toneladas de alimentos arrecadados e distribuídos em um ano, beneficiando 52 instituições sociais e mais de 15 mil usuários que se encontram em vulnerabilidade social. Além disso, foi anunciada a reforma das quatro Cozinhas Comunitárias e do Restaurante Popular.

O Banco de Alimentos, que foi revitalizado este ano, recebeu móveis, utensílios e até veículos, que viabilizam a captação e distribuição de gêneros alimentícios provenientes de doações dos setores público e privado às instituições assistenciais cadastradas na Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho – SEDEST. Além disso, adquiriu e distribuiu alimentos da agricultura familiar pelo Programa Alimenta Brasil – PAB, beneficiando crianças, adolescentes, adultos e idosos atendidos por entidades socioassistenciais.

As cozinhas comunitárias distribuem diariamente cerca de 800 quentinhas, com alimentação para a população assistida dos bairros Frei Damião, Horto, João Cabral e Vila Nova, além de 50 refeições diárias para assistidos do Centro POP. O Restaurante Popular teve ordem de serviço para reforma assinada na última sexta-feira, 23, e irá, em breve, incrementar a oferta do Município. O equipamento chegava a distribuir de 500 a 800 refeições diárias, sendo essa a expectativa quando reaberto ao público.

52 instituições foram atendidas em 2022 com doações provenientes do Banco de Alimentos, mas a meta é superar esse número. “Nossa expectativa é ampliar ainda mais este número, viabilizando o fortalecimento do Banco de Alimentos. Os produtos são coletados, passam por triagem e, após higienizados, são redistribuídos junto às instituições cadastradas na Sedest, que são devidamente capacitadas para fornecer as refeições nas cozinhas comunitárias. Com isso, nosso objetivo principal é minimizar o desperdício de alimentos e a insegurança alimentar da população mais vulnerável. Agradecemos a adesão destas instituições e da sociedade civil ao programa que tem ajudado muitas instituições”, afirma Irevânia Nascimento, diretora da Segurança Alimentar em Juazeiro.

A secretária da Sedest, Josy Lima, também comemora os bons resultados do programa. “Esse trabalho do Banco de Alimentos colabora com o fornecimento de alimentos à população, dos mais saudáveis aos mais vulneráveis. Ficamos muito felizes em ver o Banco modernizado, reaproveitando o que seria desperdiçado, e contribuindo com a agricultura familiar. É um trabalho que está sendo realizado com muito sucesso pela gestão municipal “, completa.

O Programa Banco de Alimentos tem forte apelo à corresponsabilidade da sociedade civil e está sob a administração da Segurança Alimentar da Sedest, que desenvolve um trabalho de arrecadação, seleção e doação de alimentos, além da qualificação das instituições cadastradas pelo referido programa, parcerias para arrecadação em eventos e aquisição de gêneros através do PAB.

Outros Posts