terça-feira, 23 de abril de 2024

Assistidas pela Casa da Mulher Brasileira compõem primeira turma do curso de Mecânica de Motocicletas do Senai Ceará

“Não existe trabalho que uma mulher não possa realizar. Eu tenho por objetivo aprender e seguir a profissão abrindo meu próprio negócio: uma oficina de motos”. A declaração foi dada por uma das alunas do 1º Curso de Mecânica e Manutenção de Motocicletas do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) Ceará, exclusivo para mulheres, que teve início nessa segunda-feira (18), quando é celebrado o Dia Internacional da Igualdade Salarial.

Ao todo, 20 assistidas pela Casa da Mulher Brasileira (CMB), equipamento da Secretaria das Mulheres do Ceará, iniciaram a capacitação, com certificado reconhecido em todo o território nacional, para atuarem no mercado de trabalho ou empreenderem no ramo de mecânica de motos. O curso tem carga horária 160 horas, incluindo aulas práticas e teóricas, além de 20 horas de formação em Negócios de Empreendedorismo, realizada junto ao Serviço Social da Indústria (Sesi) Ceará.

Para a coordenadora pedagógica do Senai Fortaleza, Régia de Sousa, a turma formada só por mulheres é um importante passo na desconstrução dos paradigmas que determinadas funções só podem ser exercidas por homens. “Esta é a primeira turma formada só com mulheres e eu acredito que é parte deste processo de desconstrução de uma sociedade tão enrijecida, que coloca a mulher apenas nos lugares que acha conveniente”, disse Régia.

Outros cursos

Promover a qualificação profissional de mulheres vítimas de violência, possibilitando que elas retornem ao mercado de trabalho ou se tornem empreendedoras, tem sido umas das principais ferramentas para fomentar a autonomia econômica das mulheres assistidas pela Casa da Mulher Brasileira (CMB) de Fortaleza. Nos últimos dias, cerca de 80 mulheres assistidas pela Casa iniciaram cursos de capacitação.

Entre as qualificações profissionais estão cursos de Manicure e Pedicure, Operadora de computador e Pizzaiola. Os cursos são ofertados por meio de uma parceria do Governo do Ceará, Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), e contam com carga horária entre 100 e 160 horas. As aulas são ministradas na sede da Casa da Mulher Brasileira – em Fortaleza – e também em unidades do Senai , nos turnos manhã e tarde.

No último dia 29 de agosto, 95 mulheres assistidas pela Casa da Mulher Brasileira concluíram cursos de qualificação profissional, em diferentes cursos, entre eles: Assistente Administrativo, Assistente de Recursos Humanos, Eletricista, Operadora de computador, Salgadeira, Desenhista de Moda e Costureira Industrial.

Outros Posts