domingo, 14 de julho de 2024

Anvisa aprova o uso emergencial de duas vacinas bivalentes contra a covid-19

Foi confirmado hoje (23) pelo ministro da saúde Marcelo Queiroga, que o atual contrato do Ministério da Saúde com os fornecedores já contempla as vacinas atualizadas contra novas cepas da covid-19. Nas suas redes sociais Queiroga incentiva as pessoas a procurarem os postos de saúde para se vacinarem, pois as vacinas agem contra o agravamento da doença e os óbitos.

Na terça-feira (22), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), aprovou o uso emergencial das duas vacinas bivalentes contra a covid-19, produzidas pela Pfizer. As vacinas agem contra as subvariantes da Ômicron do novo coronavírus, e serão aplicadas como dose de reforço, em pessoas a partir de 12 anos, e 3 meses após a última dose.

A pasta tem contrato para a aquisição de 100 milhões de vacinas a serem entregues a partir desse ano, com o acréscimo de 50 milhões, caso o ministério peça. 

De acordo com o boletim divulgado ontem (22), foram registrados 16.858 casos de covi-19 nas últimas 24 horas em todo o país, e 116 óbitos no mesmo período, de acordo com as secretarias estaduais e municipais de saúde.

Outros Posts