domingo, 26 de maio de 2024

109ª Romaria da Baixa Rasa, em Crato, celebra a renovação da fé e a cultura do sertanejo

Reconhecida como Patrimônio Material e Imaterial do Município do Crato, a Romaria da Santa Cruz da Baixa Rasa reuniu nesta quarta-feira, 25 de janeiro, cerca de 400 vaqueiros do Cariri e outras regiões para as comemorações da 109ª edição das festividades. Promessas sendo pagas, fé renovada, orações emocionadas, cavalgada, apresentações culturais marcaram a celebração que todo ano reúne pessoas de todas as idades, e enfatiza a força e a religiosidade do povo sertanejo.

Com um céu nublado a concentração aconteceu em frente a Capela do Lameiro, seguindo em cavalgada até a localidade da Baixa Rasa. Lá, após a apresentação da Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, Mestra Zulene Galdino e do desfile de cavalos e cavaleiros, foi realizada a missa seguida da reza do terço.

A festividade tem o apoio da Prefeitura do Crato, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Trabalho, em parceria com as Secretarias Municipais de Cultura, Segurança Pública, Saúde, Serviços Públivos, além da Polícia Ambiental e de agentes do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio) com todo o suporte necessário e a Polícia Militar Ambiental.

A história da Santa Cruz da Baixa Rasa que traz a saga do vaqueiro que passava pela região, vindo de Pernambuco, a cavalo, quando se perdeu na Chapada do Araripe habita não só o imaginário popular, mas o coração e na fé de muitos fiéis.

A estudante, Aline Silva, que auxilia na organização da parte religiosa pertence a quinta geração da família que iniciou o processo de devoção na Santa Cruz da Baixa Rasa. Tataraneta da Vó Pretinha, que segundo ela ouviu boatos sobre a chegada de uma peste no Cariri em 1914, fez uma promessa na cruz do Vaqueiro e sua prece foi atendida. “Depois da graça alcançada a família vem até a Cruz da Baixa Rasa todos os anos no dia 25, rezar e agradecer”, conta Aline.

Dona Maria Lins, aposentada de 67 anos, moradora de Barbalha disse que veio em 2018 e ficou encantada, veio esse ano após o período da pandemia e ficou muito feliz em seu retorno. “Tenho minha fé, esse lugar é sagrado e precisamos rezar para que o mundo melhore para todos, esse ano trouxe meu netinho Victor de 2 anos”, destacou.

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Ary Filho, ressalta a importância desse momento para o calendário turístico, cultural e religioso do Crato.

Também na organização da Festa, o Corpo de Bombeiros, SAAEC, Comissão Organizadora com Membros da Comunidade do Lameiro e Belmonte e Associação dos Vaqueiros. Também estiveram presentes no evento, o prefeito em Exercício, André Barreto, o Secretário adjunto da Cultura, Wilton Dedê, o Secretário de Serviços Públicos, Tota Lobo e o vereador Luís Carlos Saraiva.

Outros Posts