segunda-feira, 27 de maio de 2024

Secretaria da Segurança Pública divulga balanço da Operação Eleições 2022 no primeiro turno no Ceará

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) divulga o relatório do Plano Operacional de Atuação Integrada das Eleições 2022 acompanhado pelo Gabinete de Gestão e Eventos Complexos (GGEC), com dados colhidos até às 17 horas deste domingo (02), primeiro turno das Eleições 2022. Com o balanço registrado nas cidades cearenses, a SSPDS considera que tudo ocorreu dentro da normalidade.

Foram registradas oito ocorrências de crimes eleitorais e dez de injúria, desacato, vias de fato, ameaça, lesão corporal e contravenção penal em ambiente eleitoral, totalizando 18 ocorrências formalizadas em delegacias da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE). Os registros foram feitos nos municípios de Assaré, Barbalha, Capistrano, Catunda, Forquilha, Horizonte, Icapuí, Ipaumirim, Jijoca de Jericoacoara, Missão Velha, Morada Nova, Pentecoste, São Gonçalo do Amarante, Solonópole, Ubajara e Uruburetama. Os 18 procedimentos eleitorais resultaram em: dez Boletins de Ocorrência; cinco Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCOs) e três Inquéritos Policiais (IPs). As ocorrências resultaram em oito pessoas presas.

As ações operacionais das eleições 2022 no Estado foram acompanhadas pelo GGEC, coordenado pela SSPDS, que contou com o trabalho integrado da Coordenadoria de Inteligência (Coin), da Coordenadoria Integrada de Planejamento Operacional (Copol), da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), e da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas do Ceará (Ciopaer) da SSPDS, e das vinculadas da pasta, Polícia Militar do Ceará (PMCE), Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará (CBMCE) e Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

Além das forças de segurança estaduais e das coordenadorias que compõe a pasta, também estiveram presentes, integrando o Gabinete de Gestão e Eventos Complexos, a Polícia Federal (PF), a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), o Exército Brasileiro, a Procuradoria Regional Eleitoral, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o Centro Integrada de Inteligência de Segurança Pública Regional do Nordeste (CIISPRN), o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), a Guarda Municipal de Fortaleza, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC).

Efetivo das Forças de Segurança

A Polícia Militar do Ceará (PMCE), empregou 10.300 mulheres e homens durante o primeiro turno, resultado do reforço de sete mil policiais que se juntaram aos 3.300 do policiamento ordinário. A distribuição operacional da tropa ocorreu conforme a necessidade de cada região, ampliando a área de cobertura na Capital, Região Metropolitana de Fortaleza e Interior do Estado. Os policiais militares atuaram de maneira integrada com órgãos parceiros, realizando trabalhos ostensivos para fiscalizar e coibir possíveis crimes durante o primeiro turno.

Já a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) contou com 1.171 policiais civis e a ampliação do funcionamento das delegacias. Os municípios do Interior e da Região Metropolitana de Fortaleza, que não têm delegacia plantonista, teve sua unidade aberta das 7 horas da manhã do domingo (02) até o final da apuração eleitoral. Todas as seis delegacias plantonistas da Capital, 2º Distrito Policial, 10º Distrito Policial, 13º Distrito Policial, 30º Distrito Policial, 32º Distrito Policial e 34º Distrito Policial, tiveram reforço policial e equipes nas ruas. Em Fortaleza, funcionaram ainda o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) e a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

Os crimes eleitorais flagrados em Fortaleza, na RMF e nas cidades que possuem base da Polícia Federal foram registrados na PF. A PC-CE lavrou auto de flagrante pela prática de crimes eleitorais nos locais onde não houve polo da Polícia Federal. Já as ocorrências cotidianas e de crimes não relacionados ao pleito eleitoral, continuaram sendo encaminhadas para as delegacias da Polícia Civil.

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará atuou em suas unidades operacionais no Estado com um efetivo de 300 bombeiros militares, em 73 viaturas, como auto bomba tanque, de salvamento e ambulâncias. O efetivo foi distribuído nas 34 unidades operacionais do CBMCE.

Já a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), nos núcleos de Fortaleza, Juazeiro do Norte, Sobral, Canindé, Tauá, Russas, Crateús, Quixeramobim, Itapipoca e Iguatu, contaram com o total de 73 profissionais, entre peritos criminais, auxiliares de perícia, médicos legistas e reforços operacionais.

A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS disponibilizou equipes 24 horas por dia durante a Operação Eleições 2022. Durante o pleito, duas aeronaves patrulharam em Fortaleza. Cerca de 50 profissionais da coordenadoria, estiveram a postos para reforçar a segurança pública em todo Estado com apoio das cinco bases localizadas em Fortaleza, Juazeiro do Norte, Quixadá, Sobral e Crateús.

As aeronaves deram apoio realizando missões durante o pleito eleitoral, funcionando como plataforma de observação e monitoramento de pessoas e veículos suspeitos, bem como agindo preventivamente no combate à criminalidade e a possíveis crimes eleitorais.

Outros Posts