segunda-feira, 17 de junho de 2024

Ceará é certificado como estado protetor da criança

O Ceará é o primeiro estado brasileiro a implantar programa de educação de crianças em ambientes seguros em mais 21 municípios simultaneamente. O dado garantiu ao Estado a certificação como Protetor da Criança. A certificação ocorreu na tarde desta quarta-feira (14), na Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), e foi entregue à titular da pasta, Onélia Santana, pela equipe do programa ACT. O programa é desenvolvido pela Associação de Psicologia Americana e foi trazido para o Brasil em 2012.

Emocionada, a secretária Onélia Santana agradeceu o reconhecimento e ressaltou o trabalho desenvolvido dentro do programa Mais Infância Ceará. “O programa ACT é uma tecnologia social que auxilia as mães na convivência familiar, no desenvolvimento infantil. Aqui, no Ceará, nós ofertamos todo o conhecimento já adquirido com o Mais Infância Ceará como base para o ACT. Eu agradeço às fundações que ofereceram um braço às mães, dizendo a elas que ali elas encontravam apoio para o cuidado familiar”, destacou.

“Já temos 21 municípios que têm facilitadores formados para implementar o programa ACT para Educar Crianças em Ambientes Seguros. O Ceará é o primeiro estado a implementar o programa em larga escala e atingimos 1.168 famílias, por isso o Estado atingiu o nível de protetor das crianças”, destaca a professora doutora e coordenadora do ACT no Ceará, Eliza Altafim.

A coordenadora acrescenta que está sendo realizada uma pesquisa para identificar os resultados, mas ressalta que já há evidências científicas de uma melhora na parentalidade, na forma como pais e mães cuidam e educam seus filhos, bem como na forma, como diminuição nos problemas de conhecimento das crianças. “É uma marca recorde, em um ano de implementação, em um período que a gente vivenciou um isolamento social, que as famílias estavam com muitas demandas e a gente teve um número relevante aqui no Ceará”.

ACT

O programa é recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e é uma das ações instituídas para pôr fim à violência contra as crianças por diversas organizações, inclusive das Nações Unidas.

O ACT envolve a realização de nove encontros em grupos com famílias de crianças na primeira infância (0 a 6 anos). É baseado em pesquisas que auxiliam os pais na construção de famílias mais sólidas. A estratégia pode ser incorporada em programas e serviços existentes nas diferentes áreas relacionadas à primeira infância. No âmbito da Assistência Social, é voltada para o atendimento e acompanhamento das famílias.

A ação faz parte da Coalizão Ceará, realizada pelo Governo do Ceará, através do Programa Mais Infância Ceará, em parceria com as fundações Maria Cecilia Souto Vidigal, Bernard van Leer e Porticus.

Outros Posts