sábado, 13 de abril de 2024

INCA Estima Mais de 7 mil Novos Casos de Câncer Infantojuvenil

O câncer infantil é uma realidade que afeta milhares de famílias todos os anos. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), a estimativa de novos casos de câncer infantojuvenil no Brasil para o triênio de 2023 a 2025 é de 7.930, sendo 4.230 em meninos e 3.700 em meninas. 

Por isso, em 15 de janeiro de 2002,  foi criado o Dia Internacional do câncer infantojuvenil pela Childhood Cancer International (CCI), que simboliza uma campanha global para conscientizar sobre o câncer infantil e expressar apoio às crianças e adolescentes com câncer, aos sobreviventes e suas famílias.

Se diagnosticado precocemente o câncer infantojuvenil possibilita uma chance de cura de até 80%. O Conectados pela Cura, é o maior projeto de diagnóstico precoce no interior do Ceará, foi criado pelo Hospital Maternidade São Vicente de Paulo (HMSVP) para intensificar a política de cuidado integral ao paciente oncológico e realizar diversas ações de rastreamento, capacitações e campanhas para o diagnóstico precoce.

Os tipos mais prevalentes de câncer em crianças incluem leucemias (câncer dos tecidos produtores de sangue), linfomas (câncer do sistema linfático) e tumores cerebrais. Sintomas iniciais como palidez, hematomas ou sangramento, assim como a presença de caroços ou inchaços indolores, podem ser indicativos de problemas de saúde. Outros sinais de alerta incluem perda de peso inexplicada, febre persistente, tosse contínua, alterações nos olhos, inchaço abdominal, dores de cabeça intensas, vômitos frequentes, dores em membros ou ossos, fadiga persistente e mudanças comportamentais. 

 

 

*Por Bianca Duarte com supervisão de Pedro Paulo Vieira

Outros Posts