sábado, 02 de março de 2024

Vacinas contra COVID-19 da Pfizer adaptadas às variantes Ômicron BA.1 e BA.4/BA.5 recebem aprovação da ANVISA

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou hoje as vacinas contra COVID-19 da Pfizer-BioNTech, adaptadas às variantes Ômicron BA.1 e BA.4/BA.5, para uso emergencial como dose de reforço na população acima de 12 anos de idade.

Apesar das doses de reforço com a versão original da vacina contra COVID-19 terem consistentemente demonstrado possuir alta efetividade para casos graves da doença, protegendo contra hospitalizações e morte em relação tanto ao tipo selvagem, como também às novas variantes de preocupação, incluindo a Ômicron, a Pfizer tem como premissa sempre buscar novas frentes de abordagem para a luta contra pandemia.

A plataforma tecnológica de mRNA permite atualização rápida das formulações de vacinas quando necessário, com isso, a Pfizer pôde desenvolver as duas novas vacinas bivalentes, com duas sequências de mRNA em cada, sendo uma com codificação para a proteína spike original (SARS-CoV-2) e outra com a da Ômicron BA.1 ou da BA.4/BA.5. As vacinas bivalentes adaptadas à Ômicron são uma combinação do atual imunizante de COVID-19 da Pfizer-BioNTech com a vacina adaptada à Ômicron.

Nos estudos clínicos, as vacinas bivalentes mostraram induzir resposta imunológica robusta para as variantes Ômicron em circulação (BA.1 e BA.4/BA.5), e para outras variantes de preocupação, incluindo o vírus original. As vacinas bivalentes também mantêm bom perfil de segurança e tolerabilidade.

“Recebemos com orgulho essas aprovações, que nos ajudam a dar mais um passo importante no combate à pandemia. A versatilidade da plataforma de mRNA, nos permite pensar em estratégias que se adaptem conforme o COVID-19 evolua.”, ressalta Adriana Ribeiro, Diretora Médica da Pfizer Brasil.

As vacinas adaptadas à Ômicron BA.1 e BA.4/BA.5 virão com uma tampa com coloração diferente – cor cinza, para ajudar na diferenciação. Outra novidade é que essas versões do imunizante não precisam de diluição para aplicação.

Com as aprovações de hoje, estimamos que a chegada das vacinas BA.1 e BA.4/BA.5 ao Brasil seja realizada já nas próximas semanas, mas ressaltamos que a vacina monovalente original segue disponível para uso imediato nos postos de saúde e continuam sendo importante instrumento no combate à COVID-19, seja como esquema primário, assim como dose de reforço. O contrato atualmente vigente de fornecimento de vacinas da Pfizer ao país inclui a entrega de potenciais vacinas adaptadas à novas variantes e/ou para diferentes faixas etárias.

Outros Posts