sexta-feira, 19 de julho de 2024

Junho foi mês mais quente já registrado globalmente, diz meteorologia

O último mês de junho foi o mais quente já registrado em todo o mundo em termos de temperatura do mar e do ar, de acordo com informação do Copernicus Climate Change Service, apoiado pela União Europeia (UE).

“Junho foi o mês mais quente globalmente, com pouco mais de 0,5°C acima da média de 1991-2020, superando junho de 2019 – o recorde anterior – por uma margem substancial”, disse o relatório do Copernicus.

O órgão baseia suas conclusões em análises geradas por computador, usando bilhões de dados de satélites, navios, aeronaves e estações meteorológicas em todo o mundo.

Copernicus disse que a Europa registrou temperaturas recordes durante o mês, enquanto partes da América do Norte, Ásia e Leste da Austrália ficaram significativamente mais quentes do que o normal para a época do ano.

A temperatura do mar atingiu novo recorde em junho, devido a mudanças de longo prazo e em parte devido ao El Niño, fenômeno climático natural que alimenta os ciclones tropicais no Pacífico e aumenta as chuvas.

“Anomalias excepcionalmente quentes na temperatura da superfície do mar foram registradas no Atlântico Norte. Ondas de calor marinhas extremas foram observadas na Irlanda, no Reino Unido e no Mar Báltico”, informou o relatório.

O gelo do mar antártico atingiu a menor extensão desde o início das observações de satélite, 17% abaixo da média, e quebrou o recorde anterior de junho, acrescentou o Copernicus.

Outros Posts