segunda-feira, 27 de maio de 2024

Corte de unhas em cães: saúde sem complicações

Promover o bem-estar de um cachorro de estimação envolve muitos cuidados que precisam ser tomados para que ele seja feliz e saudável. O que muita gente não imagina, é que cortar as unhas do cachorro é uma atividade essencial. Não é por acaso que o cão de estimação possui o título de melhor amigo dos seres humanos. Sua companhia é benéfica em muitos sentidos.

Morar num lar seguro dá ao cão a oportunidade de fazer a diferença na vida de crianças e adultos, além de estar protegido de atropelamentos e doenças como os cachorros da rua. Mas não basta oferecer sombra boa, comida e água fresca. Quem se preocupa com a saúde de um pet sabe que eles demandam vários cuidados, acompanhamentos periódicos e hábitos de higiene.

Qual a importância de cortar a unha do cachorro

Muitos tutores ignoram isso, mas cortar as unhas do cachorro é um importante procedimento de cuidado com sua saúde e higiene, tão necessário quanto a vacinação e o banho. Em virtude de sempre caminharem por terrenos ásperos como calçadas e ruas, os cães urbanos possuem um desgaste natural de suas unhas, proveniente do atrito com o chão.

O mesmo fenômeno não ocorre com os cãezinhos domésticos, especialmente aqueles que vivem em apartamentos e só têm contato com pisos mais lisos. Uma alternativa que pode ajudar a promover o desgaste das unhas, embora não exclua a necessidade de cortar, é levar o animal para passear na rua, se possível, com frequência. Ainda assim, é necessário o corte periódico das unhas do seu pet para poder preservar sua saúde, evitando graves problemas que podem surgir com as unhas grandes.

Prejuízos de manter as unhas grandes

As consequências de se manter grandes as unhas de cachorro são muito graves e podem causar sérios danos à saúde do animal. A unha crescida ocasiona redução do contato do chão com as “almofadas” da pata do animal, interferindo diretamente em sua pisada, fazendo-o caminhar com a pata mais levantada, afirmam os veterinários do Vet Quality Centro Veterinário.

.O ato de levantar a pata para ter mais firmeza no passo pode provocar problemas posturais no pet, causando um dano ortopédico em sua coluna. Além das deformidades, o animal não terá equilíbrio suficiente para andar e o risco de quedas é muito alto, podendo ser causado por escorregamentos.

Não cortar as unhas do cachorro possibilita também que elas entrem na carne devido ao encurvamento natural do crescimento, o que geraria muita dor e desconforto. Esse fenômeno da curvatura pode ser observado principalmente na unha do “dedão”, que nunca toca o solo quando o animal pisa.

Os cuidados devem ser redobrados no caso de cachorros idosos. Devido à idade avançada, o equilíbrio é naturalmente debilitado e, com as unhas grandes, o risco de queda é muito maior. Além de todos esses malefícios, também devemos considerar a limpeza. Assim como os humanos, também é mais higiênico manter cortadas as unhas dos cães para evitar micróbios indesejados.

Como cortar a unha do cachorro? 

Cortar as unhas do cachorro em casa é possível, mas recomendamos procurar um veterinário ou outro profissional da área que seja de sua confiança, para o procedimento ser seguro. O primeiro passo é escolher a ferramenta específica para o corte em cães, pois os utensílios para uso humano podem ferir o animal. Indica-se alicates ou guilhotinas.

Após a escolha do equipamento, deve-se pensar no melhor momento para cortar. A melhor opção é quando o cachorro está mais tranquilo, sem agitações. É necessário segurar a pata com firmeza e imobilizar o corpo do animal para ele não ficar se mexendo e possivelmente ser machucado devido a algum movimento repentino.

Se for o caso de um cão de médio ou grande porte, uma alternativa é procurar deitá-lo no chão, já se for pequeno, pode segurá-lo no colo. É importante saber que o cachorro possui uma estrutura orgânica conhecida popularmente como “sabugo”, que fica na parte interna da unha.

O sabugo é uma área com terminações nervosas e vasos sanguíneos responsáveis por nutrir a queratina, ou seja, se cortá-lo acidentalmente, o cão sentirá muita dor e terá sangramento intenso. Para evitar um ferimento, deve-se atento à cor das unhas do pet. Nas unhas claras, é possível visualizar melhor o sabugo, já nas escuras deve-se ter um cuidado um pouco maior. Vá cortando aos poucos e devagar para não avançar muito. Em caso de receio, você pode optar tranquilamente por uma lixa específica para gastar as unhas em vez de cortá-las.

Qual a frequência necessária

Primeiramente, devemos orientar que é necessário aguardar o filhote completar os primeiros 2 meses de vida para cortar as unhas pela primeira vez. O motivo dessa espera é justamente por causa do sabugo, que começa a se retrair somente após esse período, o que torna mais seguro o corte.

O ideal é cortar as unhas do cachorro uma vez por semana ou, no máximo, a cada 15 dias, para não crescer tanto a ponto de atrapalhar o andar do animal. Uma dica que pode ajudar muito é observar o seu caminhar, caso esteja com lambeduras nas patasou com elas levantadas, pode ser um sinal de que as unhas já estão grandes demais. Se basear no barulho que as unhas fazem ao tocar o chão é outra opção. Quando ouvir o “tic-tic”, é mais um indicativo de que chegou o momento certo.

Assim como o exercício físico, o banho e a vacinação em dia, cortar as unhas do cachorro faz parte dos cuidados de saúde indispensáveis.

Os gatos têm o hábito natural de arranhar todos os tipos de superfície ao seu redor, corroendo suas garras, mas os cachorros não o fazem. Ajudá-lo com isso é uma forma de cuidar de seu bem-estar, evitando dores causadas por uma postura inadequada, e também feridas por enroscamentos e quebras.

Além disso, cortar as unhas do pet em dia é uma forma de retribuir todo o bem mental e afetivo que ele doa quando nos presenteia com sua lealdade e carinho.

Outros Posts